Ariene Studio/Shutterstock

Ricas em gorduras boas responsáveis por manter o nível de açúcar no sangue estável e ativar o metabolismo da queima de gorduras, auxiliando no emagrecimento, as frutas oleaginosas são comprovadamente alimentos que trazem diversos benefícios para a saúde, além de serem excelente opção de lanchinhos entre as refeições. Mesmo consideradas calóricas, as castanhas, que também fazem parte do grupo, podem ser aliadas da perda de peso quando consumidas com moderação e de forma correta.

Castanha-do-Pará

Fruto típico da região norte do Brasil, a castanha-do-Pará apresenta alta concentração de gordura monoinsaturada e poli-insaturada que são antioxidantes naturais e combatem inflamações do organismo mantêm em forma e a circulação sanguínea evitando as doenças cardiovasculares e é excelente fonte de proteínas.

Além disso, a quantidade de cálcio e magnésio presente no alimento garante a síntese de massa óssea, auxilia no bom funcionamento da tireoide e do cérebro e, de acordo com estudos, pode até evitar o câncer por ser fonte de selênio, mineral que produz glutationa peroxidasse, importante no combate aos radicais livres e na eliminação de toxinas do organismo.

Como consumir castanha-do-Pará

Por causa de seu valor calórico alto, o alimento deve ser consumido com moderação para não prejudicar a dieta, limitando a uma a duas unidades por dia. Se optar pela versão em óleo, saiba que uma colher de sopa tem cerca de 90 calorias.

Por possuir alto teor de gordura, ela fica rançosa facilmente. Se conservada na geladeira, ela pode durar até cinco meses. Em locais arejados e secos, seu sabor é preservado por até três meses. Na hora de comprar a castanha-do-Pará, opte pelas que estiverem armazenadas no escuro e longe das altas temperaturas, e evite as versões vendidas em potes plásticos no mercado, já que normalmente já estão oxidadas, o que compromete sua qualidade.

Castanha de caju

Boa fonte de ômega 3, cálcio, ferro e fósforo, a castanha de caju é considerada uma das melhores oleaginosas para dieta, já que apresenta os menores índices de gordura e calorias entre as frutas: cerca de 100 gramas contêm apenas 430 calorias.

Além de ajudar a emagrecer, o alimento reduz o risco de doenças cardiovasculares, os níveis de triglicérides, o colesterol e a pressão arterial. A castanha de caju ainda é conhecida por auxiliar na saúde dos ossos, na prevenção do câncer e trazer até benefícios para a pele e os cabelos.

Como consumir castanha de caju

A castanha de caju, apesar de saudável, é calórica e, quem não pretende ganhar peso, deve limitar a porção diária de apenas 5 unidades. Na hora de comprar o alimento, tome cuidado com o sal presente no produto, pois as versões vendidas no supermercado, normalmente em saquinhos, costumam possuir alto teor de sódio.

A castanha pode ser consumida pura adicionada em iogurtes, sucos e vitaminas, garantindo, por exemplo, um bom café da manhã saudável e reforçado. O alimento ainda pode ser utilizado em receitas como bolos e pães, ou serem salpicadas em sopas e saladas para uma textura diferenciada.

Consumo moderado: 

Fonte: Bolsa de Mulher