Nos dias mais quentes, saias e shorts são peças preferidas para sair para a rua ou trabalhar sem sofrer com o incômodo das calças abafadas. No entanto, justamente neste período, mulheres com pernas e coxas grossas podem apresentar assaduras por casa do atrito da pele. Para driblar o problema, confira dicas de como evitar e diminuir a assadura causada pelo excesso de suor:

Uma das melhores indicações para evitar a assadura nas coxas é apostar em meia de seda para as pernas, um produto que pode ser adquirido em farmácias de manipulação e ser aplicada antes de sair de casa. O cosmético garante efeito lisinho e deslizante e evitar o suor na região.

O BBCream é outra alternativa, ainda mais fácil de ser encontrada, e promove os mesmos benefícios que dá ao rosto, cobrindo imperfeições e suavizando o atrito da pele entre as pernas. O ideal, neste caso, é optar por uma tonalidade que mais se aproxima à cor da sua pele.

Bastante comum e conhecida, a técnica de usar um pouco de talco entre as pernas é antiga, pode mesmo funcionar, já que seca o suor e ameniza o atrito, mas deve ser aplicada com moderação. O produto pode deixar a pele esbranquiçada demais, o que atrapalharia o visual de mulheres quem têm pele mais escura. Vale, portanto, fazer um teste em pequenas áreas, dando preferência ainda a versões em creme ou líquida.

Se você não conseguiu evitar a assadura e pretende cuidar da região, o primeiro passo é isolar a região e não aplicar nenhum produto por cima do machucado e evitar as saias e vestidos até que as manchas desapareçam. Durante esse tempo, use calças de algodão e, se preciso, faça curativos com indicação de um dermatologista para evitar mais incômodo.

Saiba como preparar solução que disfarça “defeitinhos” nas pernas

Thinkstock

Existem duas causas principais para manchas nas pernas: por atrito ou por genética. O primeiro motivo é comum entre mulheres gordinhas ou com coxas muito grossas, que costumam roçar uma na outra e provocar as marcas entre as pernas. Já o segundo caso pode acontecer por uma condição chamada papilomatose, que é o engrossamento da pele, particularmente de uma camada chamada granulosa, que torna a pele espessa e escura.

No caso de irritação provocada por contato, é possível suavizar as manchas com cremes antialérgicos. No caso de uma tendência genética, podem ser usadas substâncias à base de ácido kógico, fítico e vitamina C. Também existem tratamentos estéticos que podem ajudar, como o laser de Co2 para casos de origem genética e os peelings para as manchas causadas pelo atrito. 

Faça o teste e descubra: 

Fonte: Bolsa de Mulher