kalenderenk / Shutterstock

Fazer a higienização bucal de forma errada não resulta apenas em mau hálito. De acordo com o cirurgião-dentista Sérgio Rocha Bernardes, escovar os dentes do jeito errado, por exemplo, pode causar lesões graves. A seguir, veja sete erros e seis dicas para cuidar de forma satisfatória da sua boca.

Pretty Vectors / Shutterstock

Alguns hábitos podem até parecer saudáveis, mas prejudicam a saúde da sua boca

Erro: Escovar muitas vezes ao dia ou com muita força

De acordo com o especialista, a escovação agressiva ou frequente pode fazer com que a gengiva se retraia e, com isso, lesione as raízes dos dentes causando dor e inflamações.

Dica: para escovar da maneira correta, o dentista diz que é preciso fazer movimentos circulares sem força, porque apenas a movimentação é capaz de retirar as placas bacterianas sem agredir a gengiva. O ideal é repetir o processo três vezes por dia, depois das principais refeições.

Erro: usar cremes dentais abrasivos

No mercado estão disponíveis vários tipos de pasta de dente com alta abrasividade. As mais comuns são aquelas que prometem dentes mais brancos. A ação delas, no entanto, desgasta o esmalte e o revestimento do dente, que são compostos por uma estrutura mineral que não cicatriza e tampouco se regenera.

Dica: o ideal é que o produto seja recomendado pelo dentista de acordo com a necessidade de cada paciente. Mas, na hora da compra, vale observar a abrasividade e a presença do flúor, substância essencial para a higienização bucal.

Erro: usar a mesma escova de dente até ela esgarçar

O hábito é comum, mas prejudica a limpeza já que, com as cerdas abertas, o objeto deixa de exercer sua função plenamente.

Dica: na hora de trocá-la, o dentista recomenda optar pelos modelos de cerdas macias e observar o tamanho da cabeça da escova, que deve ser condizente com o tamanho da boca do paciente.

Erro: não usar o fio dental

Higienizar a boca apenas com a escova é insuficiente porque as sujeiras acumuladas entre os dentes não são removidas. A ação pode favorecer a proliferação de bactérias causadoras do mau hálito e do sangramento.

Erro: passar o fio dental muitas vezes ao dia

O uso exagerado também pode ser prejudicial, pois machuca a região, que é altamente vascularizada.

Dica: segundo o dentista, o ideal é passar o fio duas vezes ao dia. Ele também lembra que é essencial sempre usar uma parte limpa para cada novo dente, não transferido a sujeira de um lugar para o outro.

Erro: usar antisséptico bucal com frequência

Como explica Sérgio, muitas pessoas acreditam que o enxaguante pode substituir a escovação. A equivocada ideia pode contribuir para o aparecimento do mau hálito e de outros problemas dentários, como tártaros e cáries.

Dica: depois da escovação, o antisséptico deve servir como complemento de menor relevância para a higienização.

Erro: usar enxaguante com clorexidine sem prescrição médica

A substância é um poderoso antibactericida que, no entanto, deve ser prescrita para casos específicos, pois seu uso prolongado pode causar alterações no paladar.

Dica: o uso do produto deve se dar apenas com indicações clínicas, como para casos de recuperação pós-cirúrgica. No dia a dia, opte pelos enxaguantes convencionais.

Fonte: Bolsa de Mulher