Muitas mulheres têm dificuldade de engravidar e até chegam a ser diagnosticadas com infertilidade, sem que elas, ou mesmo os médicos, saibam exatamente o que pode estar por trás da falha na fecundação. Agora, um novo estudo aponta uma possível causa para grande parte desses casos: um vírus que possivelmente é transmitido pelo beijo.

Essa recente pesquisa – realizada pela Universidade de Ferrara, na Itália – analisou o útero de 66 mulheres com infertilidade sem causa específica. Foi descoberto que 43% delas estavam infectadas com o HHV-6A, um dos tipos de vírus da herpes. O micro-organismo não foi encontrado em nenhuma mulher com a fertilidade preservada.

Como o vírus impede a gravidez

Acredita-se que a resposta do sistema imunológico à presença do vírus envolve a ativação de células chamadas de “natural killers” (matadores naturais, em inglês) no útero que, por sua vez, produzem citocinas. Essas substâncias, cuja função é atacar o agente invasor, dificultam a implantação dos gametas na parede uterina, impedindo, portanto, a manutenção da gestação.

Elas também tinham taxas mais altas de estrogênio, hormônio cujos níveis variam de acordo com o ciclo menstrual e podem desencadear a infecção pelo HHV-6A, que costuma ficar latente no corpo humano.

Transmissão do vírus HHV-6A

Até agora, há pouca informação sobre vírus HHV-6A. Segundo estudos anteriores, ele poderia ser transmitido pelo beijo, pois se reproduz nas glândulas salivares, mas não há exames que o detectem na saliva ou no sangue.

Como identificar o problema?

O diagnóstico da infecção pelo vírus é feito através de uma biópsia no útero, mas ainda é pesquisada a melhor terapia medicamentosa para inativá-lo.

Fonte: Bolsa de Mulher