Da direita para esquerda, Janderson, Jeferson, Alex e Alexandre (Foto: Maria Caroline Palieraqui/G1 MS)
A Justiça de Mato Grosso do Sul condenou ao total de 42 anos de prisão em regime fechado os quatro acusados de manter uma família amarrada durante assalto à uma residência, em Campo Grande. O roubo aconteceu no dia 19 de agosto de 2015, no Jardim Colúmbia, os réus foram presos no dia seguinte e a condenação foi publicada no Diário Oficial da Justiça desta segunda-feira (25).
Cinco pessoas da mesma família foram rendidas por dois bandidos.

Elas ficaram 8 horas com olhos vendados e amarradas em uma cama dentro da casa. Entre as vítimas estão o pai, de 41 anos, a mãe, de 38 anos, e três filhos, de 19, 18 e 7 anos.

Os bandidos fugiram levando o carro da família, a carreta do pai, que é motorista de uma empresa, e objetos da casa, como duas televisões, roupas, alimentos, botijão de gás, quatro celulares, ventilador e documentos pessoais. CondenaçõesJeferson de Souza Batista foi o primeiro a ser preso.

Ele estava em Maracaju com a carreta roubada. O veículo teve problemas mecânicos e seria levado para o Paraguai.

O jovem entregou o restante da quadrilha e outros três foram presos na capital sul-mato-grossense.
Jeferson confessou o crime e foi um dos acusados que renderam a família.

Ele foi condenado a 12 anos de prisão e ao pagamento de 500 dias/multa no valor de 1/30 do salário minímo vigente à época. Outro que confessou o crime e também rendeu a família foi Alex Sanderson GimenesCosta Serafim Mariano.

Ele foi condenado 8 anos de prisão e ao pagamento de 300 dias/multa no valor de 1/30 do salário minímo vigente à época. O irmão de Alex, Alexandre Gimenes Costa Serafim Mariano, foi condenado a 12 anos de prisão e ao pagamento de 300 dias/multa no valor de 1/30 do salário minímo vigente à época.

Janderson Soares pegou 10 anos e 400 dias/multa. As condenações são do juiz Márcio Alexandre Wust, da 6ª Vara Criminal de Campo Grande, e datadas de 15 de abril.

.