Alagamento atingiu cerca de 160 casas no conjunto Barcelos, em Macapá  (Foto: Jéssica Alves/ G1)
A chuva que caiu entre a quinta-feira (21) e a madrugada deste sábado (23) deixou pelo menos 160 casas alagadas no conjunto Barcellos, localizado no bairro Pedrinhas, na Zona Sul de Macapá, de acordo com a prefeitura. Um serviço de limpeza foi feito na manhã deste sábado na região. Segundo a Defesa Civil municipal, apesar do ocorrido, nenhuma família foi remanejada do local.

Benedito da Costa diz que alagamentos ocorremhá 3 anos (Foto: Jéssica Alves/ G1)
A área, segundo a prefeitura, receberá serviço de escoamento da água acumulada para outra região. As casas estão no fundo há dois dias e os moradores têm dificuldades de sair dos imóveis, principalmente idosos, gestantes e crianças.

Eles reclamam que há risco de contrair doenças.
“Infelizmente, precisarei mudar daqui, porque tenho uma filha de dois anos, que não pode conviver com essa situação, porque ela pode adoecer.

Moramos em uma casa alugada e agora vamos viver com a minha irmã até conseguirmos outro lugar”, disse a dona de casa Jeane Brito, de 31 anos.
O motorista Benedito da Costa, de 37 anos, reclama que a situação ocorre há pelo menos 3 anos e nenhum serviço foi feito para que melhorias fossem proporcionadas à população.

A casa dele foi atingida com a chuva que caiu em Macapá na noite de sexta-feira. Jeane Brito retirou as pertences da residência(Foto: Jéssica Alves/ G1)
“Muitos vizinhos aterram a área e isso diminui o espaço para escoamento da água.

E isso acontece desde 2013, com mais intensidade nos últimos anos. Nada foi feito para mudar.

Tive que tirar minhas coisas de casa e colocar na casa de vizinhos, mais para o alto, se não ficaria no prejuízo”, lamentou.
De acordo com a Secretaria Municipal de Obras (Semob), o suporte de limpeza iniciou neste sábado e juntamente com a Defesa Civil do município e Secretaria de Manutenção Urbanística (Semur) estão dando apoio às famílias atingidas pelos alagamentos, para que a situação seja amenizada.

Equipe da prefetitura de Macapá iniciou uma limpeza no local (Foto: Jéssica Alves/ G1)
.