Manifestante pró-Bolsonaro (à direita) e contra o deputado (esquerda) se dividiram após intervenção da PM. Atos ocorrem na Avenida 13 de Maio, em Fortaleza (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
Manifestantes contra e pró-Bolsanaro realizaram manifestações nesta sexta-feira (13) na Reitoria da Universidade Federal do Ceará (UFC) e tomam parte da Avenida 13 de Maio, em Fortaleza. Após intervenção da polícia, os dois grupos, cada um com cerca de 100 manifestantes, se dividiram e trocam e trocam xingamentos e palavras de ordem.

Um grupo que defende o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) havia realizado no início da tarde desta sexta um ato em solidariedade a um aluno da Casa de Cultura da UFC que havia sido hostilizado por comparecer à aula com uma blusa com a imagem do deputado.
Em nota, a universidade diz que “o fato está sendo devidamente apurado pela UFC, um espaço plural e democrático que respeita a diversidade de ideias e opiniões e que incentiva a convivência respeitosa entre todos os integrantes”.

Um segundo grupo, que considera o deputado misógino e homofóbico, grita palavras de ordem contra Jair Bolsonaro e os estudantes que defendem o parlamentar. Quatro veículos da Polícia Militar e vários policiais dividem os dois grupos para evitar aproximação entre eles.

A polícia afirma que os manifestantes “apresentam ânimos acirrados”, mas os atos ocorrem sem conflitos. TrânsitoO trânsito no trecho da Avenida 13 de Maio em frente à Reitoria chegou a ser bloqueado, mas flui lentamente após separação dos grupos opostos.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) recomenda que os motoristas evitem a via, que sofre intervenções devido às missas na Igreja de Fátima.
.