OAB Jaru faz ato após morte de advogado (Foto: Jaru Notícias/Reprodução)
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Rondônia, subseção de Jaru, a cerca de 290 quilômetros de Porto Velho, realizou um ato público pela paz, na manhã desta terça-feira (19), após a morte do advogado Carlos Arthur Wanderbrook, que foi morto a tiros no último sábado (16), num restaurante em companhia de um amigo, que também foi morto.
Cerca de 50 advogados participaram da caminhada pelas ruas do município, vestidos com blusas brancas, e carregando a foto do colega. Na frente do Ministério Público de Rondônia (MP-RO), em Jaru, eles entoaram o hino nacional.

Conforme a assessoria de comunicação da OAB-RO, a entidade entregou nesta terça-feira, em Porto Velho, um ofício para o secretário de Segurança do Estado de Rondônia (Sesdec), Antônio Carlos dos Reis, pedindo providências para esclarecimento célere da autoria e motivação do homicídio praticado contra o advogado Carlos Arthur Wanderbrook.
O documento foi entregue pela vice-presidente da OAB/RO, Maracélia Oliveira, e secretário-geral adjunto, Eurico Montenegro Neto, no gabinete da Sesdec, no Palácio Rio Madeira, na capital do estado.

O advogado Carlos Arthur Wanderbroock foibaleado quando conversava com um amigo(Foto: OAB/Divulgação)O caso O advogado Arthur Wanderbroock,  foi assassinado a tiros, na tarde do último sábado (16),  em Jaru. Na hora do crime, ele estava acompanhado de Alessandro Célia Rigato, que também foi morto.

O delegado de Jaru, Renato Cavalheiro, contou que o crime ocorreu por volta das 14h30, em um restaurante da cidade. Um homem teria chegado ao local em uma moto e foi em direção a mesa onde estavam as vítimas, quando sacou de uma arma e começou a disparar na direção de Alessandro.

.