Lombada foi feita após reclamações de alunos e professores sobre falta de segurança para atravessar a rua (Foto: Marco Bernardi/G1)
Três dias após o protesto de alunos, professores e a direção da Escola Estadual Antônio Bianco, em Ji-Paraná (RO), cidade situada a cerca de 370 quilômetros de Porto Velho, cobrando a implantação de um quebra-molas em frente a escola, agentes do município compareceram ao local para realizar a obra.
Alunos e funcionários da escola reclamavam da falta de segurança ao atravessar a rua em frente à instituição de ensino, pelo grande fluxo de carros no local, em especial nos horários de pico, que coincidem com os horários de entrada e saída da escola. Placa indicando a lombada no local foi instaladaem frente a escola (Foto: Marco Bernardi/G1)
Após a manifestação, uma lombada foi implantada em frente à escola Antônio Bianco, para assegurar a travessia dos estudantes e evitar futuros acidentes.

O secretário municipal de governo, Ari Saraiva, esteve no local e destacou a segurança que a obra trará para alunos e moradores.
“Conseguimos agir rápido e fazer o trabalho do quebra-molas com toda a sinalização, e recuperamos algumas ruas próximas com o tapa-buracos.

Com certeza essa obra vai trazer uma maior segurança para quem transita por aqui, especialmente as crianças”, afirmou Saraiva.
O secretário também pediu conscientização dos motoristas que trafegam próximo das escolas da cidade.

“O nosso grande problema é cultural, muitas vezes as pessoas não respeitam a sinalização. O mês de maio é propício para isso, esperamos que os motoristas se conscientizem e respeitem os sinais de trânsito”, é a cobrança de Ari.

.