Entre os requisitos, serão avaliados sabor, textura e qualidade dos queijos (Foto: ARAP/Divulgação)
Araxá vai receber nesta sexta-feira (15) a 10º edição do Concurso Regional do Queijo Minas Artesanal, a partir das 14h, no Parque de Exposições Agenor Lemos. O evento acontece dentro da programação da 42º Expoaraxá, realizada até o dia 24 de abril.
O concurso regional é promovido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (Emater-MG) e conta com a parceria da Prefeitura, Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e associações de produtores.

Os objetivos são valorizar, divulgar e incentivar a produção de queijos artesanais de qualidade na região. Ao todo serão 12 participantes de cinco municípios.

Todos eles têm suas queijarias certificadas pelo IMA.
Os queijos serão avaliados segundo os critérios: aspecto global, cor, textura, consistência, aroma e sabor.

O julgamento será feito por sete jurados. Serão premiados os cinco melhores colocados.

O vencedor representará a região no concurso estadual. Alexandre Honorato ganhou o título seis vezes(Foto: Alexandre Honorato/ Arquivo Pessoal)Queijo premiadoSeis vezes campeão do concurso, o produtor rural Alexandre Honorato também coleciona o título de melhor queijo do Estado, conquistado em 2009.

Para esse ano, o objetivo é buscar a conquista mais uma vez.
“Fico muito feliz de participar.

São várias etapas para a produção de um bom queijo, desde a higiene na fabricação, os cuidados e até a alimentação dos animais. Todos fazem o queijo basicamente da mesma forma, mas alguns ficam melhores que os outros.

Eu sempre brinco que o segredo está no carinho, e quem sabe esse ano levo meu produto para o concurso estadual”, contou.
Além dos títulos, graças ao cadastro no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi), Alexandre vende o produto em todo território nacional, e mantém a lucratividade e a qualidade do negócio com seis funcionários e uma produção diária de cerca de 100 kg de queijo.

Produção em MinasA microrregião de Araxá abrange 11 municípios que juntamente com outras regiões do Estado, como a Serra da Canastra, Serro, Serra do Salitre, Campo das Vertentes, Cerrado e Triângulo Mineiro, são responsáveis por mais da metade da produção nacional de queijo artesanal. De acordo com a Emater-MG, as seis regiões produtoras de queijo minas artesanal têm mais de de 9.

700 produtores, que são responsáveis por uma produção de aproximadamente 29. 897 toneladas de queijo por ano.

Em maio de 2008, o queijo minas artesanal foi reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro pelo Instituto Patrimônio Histórico Nacional (Iphan), e é o sustento de mais de 30 mil famílias em mais de 600 municípios do Estado.
.