Bandeiras dos movimentos e do PT foram fixadas nos arredores da praca das Três Caixas D’água, em Porto Velho (Foto: Toni Francis/G1)
O ato de protesto contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, em Porto Velho, reuniu cerca de 400 pessoas de diversos movimentos populares e do Partido dos Trabalhadores (PT), na Praça das Três Caixas D’água, neste domingo (17). Um telão deve ser montado para a transmissão da sessão de votação do impedimento. De acordo com a Polícia Militar (PM), haviam cerca de 200 pessoas na praça.

Cerca de 80 militares fazem a segurança do local. Manifestantes pró Dilma se reúnem na Praça dasTrês Caixas D’água, em Porto Velho(Foto: Toni Francis/G1)
A concentração iniciou por volta das 9h da manhã, e pretende reunir mais de três mil manifestantes, que estariam se deslocando de ônibus, do interior do Estado, para a capital.

“Estaremos concentrados aqui na praça durante todo o dia. Se o impeachment for aprovado, tomaremos as ruas”, afirmou Océlio Muniz, um dos coordenadores do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e da Frente Popular Brasileira.

Reforçando um discurso que tem ecoado em todo o país, Océlio diz que considera golpe a tentativa de retirada da presidente. “Não há crime algum, esse impeachment é ilegítimo, o que há é uma tentativa bem orquestrada de golpe político”, asseverou.

O presidente estadual do PT, Mariton Benedito de Holanda, corrobora da opinião de Océlio. Segundo ele, se o afastamento da presidente for aprovado, as ruas serão tomadas por manifestantes que lutam em favor da democracia.

“Com disse o João Pedro Stedile [líder do Movimento Sem Terra], somos unidos e, perdendo ou ganhando, não nos deixaremos de nos mobilizar”, afirmou.
Dentre os manifestantes está a professora Claudete Mendes, de 55 anos, que também não vê crime nas ações da presidente que ficaram conhecidas como pedaladas fiscais.

“Foram medidas econômicas, não podem ser consideradas crimes. Estamos caminhando para um golpe”, lamentou.

Movimento pró-impeachment acompanharamvotação em telão (Foto: Ísis Capistrano/ G1)Movimento Pró-impeachmentNa contra-mão do ato na Praça das Três Caixas D’água, o movimento Gigantes da Pátria, que é contra o governo, instalou um telão para que simpatizantes do movimento assistissem à votação do impeachment na tarde deste domingo (17), no Espaço Alternativo. Segundo a PM, cerca de 200 pessoas estavam no local por volta de 16h.

De acordo com um Max Ribeiro, militante do movimento, não se trata de um ato e sim de uma reunião pacífica para que o povo acompanhe a votação. ”Essas pessoas saíram às ruas para que esse dia acontecesse.

Se não fossem por eles, nada disso estaria acontecendo”, disse o advogado. O movimenta aguarda cerca de 5 mil pessoas no local até o fim da votação.

 
.