Atoleiros deixaram ônibus atolados na BR-156, entre Macapá e Laranjal do Jari (Foto: Silvan Rocha/Arquivo Pessoal)
Imagens publicadas nas redes sociais mostram a dificuldade do tráfego de veículos no trecho Sul da BR-156, entre Macapá e Laranjal do Jari, a 265 quilômetros da capital. O problema é causado por atoleiros próximos às comunidades de Santa Clara e Cajari.
De acordo com o autônomo Silvan Rocha, de 33 anos, a viagem de ônibus prevista para ocorrer em sete horas supera mais de dez horas devido à dificuldade para transitar.

Ele relatou ter chegado em Laranjal do Jari pouco antes de 12h de terça-feira (3) depois de ter saído às 22h de Macapá no dia anterior. BR-156 apresenta atoleiros próximo ascomunidades de Santa Clara e Cajari(Foto: Silvan Rocha/Arquivo Pessoal)
“Registrei as imagens quando me deslocava para Laranjal do Jari.

A partir do momento que entramos no trecho sem asfalto, os atoleiros complicaram. No verão, conseguimos fazer o percurso em seis ou sete horas, mas com as chuvas tiramos 13 horas”, contou o autônomo, acrescentando que os buracos estouraram um dos pneus do ônibus em meio ao atoleiro.

Segundo a Secretaria de Estado de Transportes (Setrap), equipes foram deslocadas para o local dos atoleiros a fim de realizarem reparos no percurso afetado. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que ainda não registrou atoleiro no trecho Sul da BR-156, mas que monitora a região.

O motorista Valdomiro Lobo, de 66 anos, faz viagens diárias de passageiros entre Macapá e Laranjal do Jari. Ele diz que devido aos atoleiros as viagens, antes realizadas em apenas um turno, estão tomando um dia inteiro de trabalho.

“Como está chovendo muito, veículos pesados estão com muita dificuldade. Passamos um dia inteiro na estrada, dependendo do motorista, mas a viagem está muito mais demorada”, reclamou.

Pneu de ônibus estorou em meio a atoleiro em Macapá (Foto: Silvan Rocha/Arquivo Pessoal)
.