Fogo tomou conta do barracão em Cacoal nesta quinta (21) (Foto: Rogério Aderbal/G1)
Um barracão onde estavam guardados cerca de 400 pneus velhos e aproximadamente quatro carretas de papelão foi consumido pelo fogo na tarde desta quinta-feira (21), em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho. A suspeita é de que o incêndio seja criminoso.
O fogo começou por volta das 15h30 e em poucos minutos as chamas se espalharam pelo barracão, destruindo tudo que havia dentro, inclusive paredes e teto.

O Corpo de Bombeiros teve muito trabalho para evitar que o fogo se alastrasse pelas residências vizinhas.
O local onde o sinistro aconteceu era utilizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente para guardar pneus e papelões que são destinados à reciclagem.

De acordo com o responsável pelo barracão Silvio Luciano, no momento em que o incêndio começou não havia ninguém no local. Bombeirosa tiveram muito trabalho para conter o fogo (Foto: Rogério Aderbal/G1)
“Tinha pouco mais de uma hora que havia saído daqui, quando meu neto me avisou que tinha fumaça saindo desta direção.

Quando cheguei para ver o que tinha acontecido, as chamas já estavam altas”, relatou.
Silvio disse ainda que acredita que o incêndio seja criminoso, pois o local é bastante frequentado por jovens que vão em busca de pneus.

“Eles vêm direto querendo pneus, mas temos autorização para não arrumar para ninguém, por isso, acredito que colocaram fogo no barracão como forma de represália”, revelou.
O bombeiro Roberto Elias da Silva, que trabalhou na ocorrência, explicou que devido ao material ser altamente inflamável, as chamas se espalharam rápido.

Por se tratar de um produto tóxico, todo o cuidado foi tomado para que nem um profissional inalasse a fumaça, o que dificultou mais o trabalho.
“Esse trabalho exige uma atenção redobrada das equipes de combate, tendo em vista que o contato com essa fumaça sem os equipamentos de segurança poderá causar danos irreversíveis à saúde humana”, esclareceu no momento.

Houve risco de o fogo passar para as outras casas (Foto: Rogério Aderbal/G1)
Para tentar conter as chamas, foram utilizados três caminhões do Corpo de Bombeiros, dois do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER) e um da prefeitura, que foram reabastecidos diversas vezes. As chamas chegaram a ultrapassar o teto do barracão e a fumaça negra chamou a atenção de muitos curiosos que foram para o local do incêndio.

Até o fechamento desta matéria, o fogo ainda tinha sido contido.
.