Amigos e parentes acompanharam as buscas (Foto: Ellyo Teixeira/ G1)
O corpo do garoto de 11 anos que desapareceu na sexta-feira (13) quando banhava nas águas no Rio Poti, próximo à Vila Risoleta Neves, Zona Norte de Teresina, foi resgatado na tarde de domingo (15). Segundo o major Egídio Reis, do Corpo de Bombeiros, o corpo foi localizado próximo ao local do afogamento. “A correnteza no rio Poti é menor do que no rio Parnaíba, mas quando uma pessoa se afoga nas águas do Poti, o corpo demora em flutuar e por isso demoramos em encontrar o corpo do menino”, contou o major.

No dia do acidente, a dona de casa Lúcia Maria, que testemunhou o desaparecimento, estava no quintal de casa quando escutou gritos. “Eu ouvi gritos e vi uma criança se afogando e outras saindo da água.

Perguntei o que tinha acontecido e os meninos disseram que o amigo tinha sumido. Foi tudo muito rápido e não deu tempo de fazer nada”, contou.

Ribeirinhos lançaram suas canoas na água tentando localizar o garoto, mas sem sucesso. O pai do menino desaparecido, Wellington Pereira, contou que o filho morava com a mãe, mas que vinha para sua casa, na Risoleta Neves, aos fins de semana.

Ele acompanhou as buscas do Corpo de Bombeiros e informou que não sabia que o filho estava brincando no rio.
Até o momento, o Corpo de Bombeiros registrou cinco afogamentos em Teresina desde janeiro.

Segundo o major, três afogamentos ocorreram no último fim de semana e ajudaram a aumentar estas estatísticas.
.