Manifestantes bloqueiam BR no Piauí e protestam contra o Impeachment (Foto: Divulgação/PRF)
Manifestantes contra o Impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) bloquearam totalmente a BR-343, via que liga as cidades de Floriano e Amarante, Sul do Estado, no início da manhã deste domingo (17). Segundo a organização, mais de 200 pessoas participam do manifesto. Já segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Piauí, são cerca de 70.

Este é o primeiro dos protestos que devem acontecer no Piauí durante o domingo sobre o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). A partir das 14h, um manifesto organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) deve reunir pessoas que defendem a presidente e são contra o Impeachment.

O movimento acontece na Praça da Liberdade, Centro da capital. Já integrantes do movimento “Vem pra Rua” no Piauí e pessoas que são à favor do Impeachment no Complexo Turístico da Ponte Estaiada, Zona Leste.

Em Amarante, a interdição da via aconteceu por volta das 9h10 e só foi liberada após intensas negociações com a polícia. De acordo com a organização do movimento, os manifestantes dos assentamentos Salobro, Araras, Ararinha e Limbó chegaram a liberar a via por alguns minutos, mas logo o tráfego voltou a ser interrompido.

O protesto durou quase 4 horas e a PRF registrou cerca de 4km de congestionamento na via. Os manifestantes chegaram a fazer barricadas e atearam fogo em madeiras e pneus.

Para poder controlar o fogo, uma viatura do Corpo de Bombeiros foi encaminhada até o local.
“Nosso apelo é que a presidente Dilma continue e não saia do governo.

Nós tivemos muitas conquistas sociais e não podemos ver o Governo se deslanchar em brigas. Tudo isso não fere os políticos, mas os trabalhadore.

A presidente foi colocada lá pelo povo, e não são os deputados que devem definir se ela sai ou não”, contou um dos moradores de um do assentamento Salobro é Antônio Bispo de Sousa Neto, 53 anos. Segundo o líder do movimento, Adão Rocha, 30 anos, além de reivindicar problemas que são locais, a gente é contra o Impeachment da Presidente Dilma.

“Estamos aqui para lutar à favor da democracia. A atual situação política e econômica do país não é muito boa, mas isso não justifica o que estão fazendo com a presidente”, contou.

.