Postos de vacinação de Cacoal, RO, ficaram lotados no sábado, 30. (Foto: Rogério Aderbal/G1)
No sábado (30), ‘Dia D’ de mobilização contra o vírus H1N1, a procura pela vacina começou cedo em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho. A campanha teve início no dia 15 abril e segue até 20.

De acordo com a coordenadora de imunização do município, Elizete Rangel, até sexta (29), 58 % do público alvo já havia sido imunizado. A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar 80% do público alvo, que é de cerca de 19 mil  pessoas.

Nas primeiras horas do sábado os locais de vacinação já estavam lotados. Os pontos de imunização ficaram abertos das 8 às 17 horas.

Josiane Correira Pires, de 31 anos, acordou cedo para vacinar o filho de 8 meses, que tomou a dose pela primeira vez. “Como essa doença é perigosa, precisamos nos proteger desde cedo contra ela”, aponta.

Acompanhada da filha, a aposentada TercionilhaRamos Machado, de 91 anos, também se protegeu(Foto: Rogério Aderbal/G1)
Acompanhada pela filha, a aposentada Tercionilha Ramos Machado, de 91 anos, também aproveitou o dia para se proteger.   Ela conta que toma a vacina desde quando a campanha foi instituída.

“Penso que isso é forma de amar você mesmo e as pessoas que estão ao nosso redor, pois estou evitando que a doença me atinja e seja repassada  por mim para os demais”, esclarece.
Elizete Rangel ressaltou que será feito um novo balanço durante a semana.

“Nossa intenção era atingir a meta neste sábado. A partir de segunda-feira (2), vamos fazer o balanço para saber.

Porém, a vacina continua disponível para as pessoas que integram os grupos prioritários que ainda não foram imunizadas”, explica.
Fazem parte dos grupos prioritários crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, idosos a partir de 60 anos, indígenas, portadores de doenças crônicas, presidiários e servidores da saúde e do sistema prisional.

As pessoas com doenças crônicas precisam apresentar um pedido médico.
.