Dia D da campanha teve mutirão em Curitiba (Foto: Levy Ferreira SMCS )
A campanha de vacinação contra a gripe em Curitiba, que começou no dia 25 de abril, já imunizou 55% do público alvo. Neste sábado (30), 34 unidades de saúde participaram do “Dia D” da campanha em vários bairros da capital. O mutirão também foi realizado em todos os municípios do estado.

A campanha encerra no dia 20 de maio.
Idosos, crianças de seis meses até cinco anos incompletos, gestantes e mulheres com pós-parto de até 45 dias, além de portadores de doenças crônicas podem tomar a dose da vacina.

“O movimento começou lento no início da manhã e se intensificou perto do meio dia, mostrando que este dia de mobilização é importante para alcançarmos o objetivo de imunizar os integrantes dos grupos de risco”, diz o secretário municipal da Saúde César Monte Serrat Titton.
A campanha também atinge outros públicos de risco como trabalhadores de saúde, população indígena e detentos do sistema prisional.

O índice de imunização corresponde a 80% do público alvo.
A vacina demora pelo menos duas semanas para fazer efeito e  é eficaz contra três tipos do vírus da gripe que mais circulam no país, como o Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B.

Em adultos, a dose é única, já para as crianças são aplicadas duas doses. Diferenças entre vírus A e vírus BExistem algumas diferenças entre os vírus da gripe A e B.

O vírus A causa epidemias e está em humanos e em outros animais. Ele também sofre muitas mutações, é instável e a cada sete anos as alterações podem gerar grandes epidemias.

O vírus A também atinge todas as faixas etárias. Já o vírus B causa surtos localizados, está apenas em humanos e afeta mais crianças.

.