Cacoal encerra campanha de vacinação contra a H1N1. (Foto: Magda Oliveira/G1)
A campanha de vacinação contra o vírus da gripe H1N1, que começou em Cacoal (RO) município a 480 quilômetros de Porto Velho, no dia 15 de abril foi encerrada na terça-feira (10), isso porque as doses da vacina que foram disponibilizadas pelo Ministério da Saúde acabaram. A campanha deveria encerrar somente no dia 20 de maio.

No município foram vacinadas 18. 137 pessoas.

De acordo com a coordenadora municipal de imunização Elizete Rangel, a meta total estabelecida pelo Ministério da Saúde para Cacoal foi atingida, batendo a marca de 86% dos grupos prioritários imunizados. Porém, a meta estabelecida para alguns grupos prioritários de forma individual não foram alcançadas.

“Nós atingimos a meta nos grupos que compreendem os idosos e profissionais da saúde. Já os grupos de crianças de seis meses a menores de cinco anos, mulheres com até 45 dias após o parto e gestantes, não conseguimos atingir”, conta Elizete.

A meta do município era vacinar cerca de 19 mil pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, mas segundo a Elizete não foi repassado para Cacoal toda essa quantidade de doses.
“O Ministério da Saúde diz que em cada frasco de vacina haviam 10 doses, nossas vacinadores afirmam que as embalagens oscilavam entre oito e nove doses apenas.

Com isso, o município teve um déficit de 1,2 mil  doses. Portanto, esse número de pessoas que fazem parte do grupo prioritário, não serão vacinados”, afirma a coordenadora, dizendo que não há previsão que novas doses sejam enviadas para Cacoal.

Para as crianças que tomaram a vacina pela primeira vez, é necessário repetir a dose após 30 dias. A coordenadora diz que as mães podem ficar tranquilas, e no tempo prescrito no cartão de vacina procurem os postos de saúde, já que essas doses foram asseguradas.

.