Objetos foram recuperados pela polícia (Foto: Marcelo Marques/G1)
A Polícia Militar prendeu um casal suspeito de furtar diversas residências no bairro Operário, zona Oeste de Boa Vista, nesta quinta-feira (28). A dupla havia arrombado uma casa e levado objetos da proprietária, mas foram detidos por vizinhos em via pública.
O foragido do sistema prisional Vandenberg Mota da Cruz, apelidado de ‘Pezão’, de 25 anos, e Ruana Castro da Costa, de 25, foram conduzidos à Central de Flagrantes onde foram autuados em flagrante por furto.

Um dono de uma loja que vende produtos usados foi preso também.
Os suspeitos estavam levando produtos quando foram pegos pelo vizinho da vítima.

“Estavam com minhas joias, sapatos e roupas. Os moradores da minha rua imobilizaram o homem e a mulher, e eu acionei os policiais”, diz a proprietária da casa.

Casal admitiu ter furtado várias casas(Foto: Marcelo Marques/G1)
Na delegacia, outras vítimas do casal compareceram à unidade. Uma delas reconheceu Mota da Cruz como autor de um furto de uma televisão.

O homem mostrou aos policiais imagens de vigilância em que o suspeito foi filmado levando o aparelho de uma casa.
Agentes da Central de Flagrantes fizeram buscas na residência de ‘Pezão’ no bairro Operário e encontraram diversos objetos provenientes de furto.

Entre alguns haviam bomba de água, computador, aspirador de pó e televisor.
“Era uma vasto material que foi levado de residências.

Eles [casal] atuavam todos os dias na mesma região. Arrombavam os imóveis, levavam o que tinha dentro e vendiam para comprar drogas”, conta um policial, comentando que o dono da loja preso comprava o material furtado mesmo sabendo da procedência dos produtos.

Passagens pela políciaRuana admitiu ser usuária de cocaína e maconha. Ela confessou que já foi presa por furtos quatro vezes.

“Estou com ele [namorado] há anos e já fui presa com ele”, conta. Pezão assumiu que vendia parte dos produtos para o dono da loja.

“Com o dinheiro eu comprava drogas. Estou mais de um mês foragido”, declara.

De acordo com a Divisão de Inteligência e Captura (Dicap), ele cumpria pena em regime aberto na Casa do Albergado.
Após serem autuados, o casal foi levado para Cadeia Pública de Boa Vista onde serão submetidos à audiência de custódia.

O dono da loja deve responder em liberdade por receptação.
.