Verba deve reforçar atendimentos a ribeirinhos (Foto: Camila Henriques/G1 AM)
O Ministério da Saúde anunciou a liberação de R$ 2,2 milhões por ano aos municípios de Itacoatiara (AM) e Ponta de Pedras (PA). A verba é destinada a ampliar o atendimento às comunidades ribeirinhas.
“O recurso representa um incremento de R$ 87,5 mil em relação ao que era repassado mensalmente aos dois municípios, passando de R$ 102,3 mil para R$ 189,9 mil.

A portaria nº 636 está disponível no Diário Oficial da União”, informou o Ministério.
As Equipes de Saúde da Família Ribeirinhas atuam na atenção básica, garantindo o atendimento da população que vive nos municípios da Amazônia Legal e do Pantanal Sul-Mato-Grossense.

O investimento faz parte da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) e possibilita aos gestores contratar profissionais extras, embarcação de pequeno porte para o transporte de profissionais e pontos de apoio.
Ao todo, serão quatro Equipes de Saúde da Família Ribeirinhas novas, sendo três delas com profissionais de saúde bucal, atuando nas duas comunidades.

O número de Agentes Comunitários de Saúde, que podiam ser, no máximo, 12 por equipe, agora dobra, passando para 24. O de auxiliar ou técnico de enfermagem triplica, passando de quatro para até 12 por equipe, e o microscopista, de um para até 12 profissionais por equipe.

Atualmente, existem 95 Equipes de Saúde da Família Ribeirinha implantadas em cinco estados da Região Norte, sendo 8 no Acre (AC), 1 no Amapá (AP), 46 no Amazonas (AM), 38 no Pará (PA) e 2 em Roraima (RR). Juntas, essas equipes recebem do Ministério da Saúde o valor de R$ 3,9 milhões por ano.

.