A homenagem de uma estudante de serviço social aos pais no Rio Grande do Norte chamou atenção nas redes sociais. Filha de agricultores potiguares, Kauany Sousa ergueu uma enxada durante o próprio baile de formatura na cidade de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. O vídeo com a universitária descendo a escada com o instrumento de trabalho dos pais nas mãos já tem mais de 1 milhão de compartilhamentos nas redes sociais.

Kauany se formou no curso de serviço social no dia 9 de abril. A assistente social é filha dos agricultores Nilson Pereira e Creuza Alves, que moram na Zona Rural do município de Almino Afonso, também localizado na região Oeste do estado. Kauany é a primeira de quatro irmãos a se formar.  Segundo a estudante, a enxada foi uma forma de homenagear a luta dela e dos pais durante os anos em que cursou a faculdade.

“Representou a minha luta, né? Não só a minha luta de me formar, de passar quatro anos estudando com muitas dificuldades. Às vezes eu não tinha onde dormir, onde me alimentar. Mas também a luta de meu pai e da minha mãe, que até hoje trabalham na roça. Foi uma forma de mostrar para as pessoas que estavam ali, não para o mundo e para o Brasil, que eu consegui através deles e que eu estava ali por eles”, explicou Kauany. E continuou: “Foi uma forma de demonstrar meu carinho, meu amor, a minha gratidão por tudo que eles fizeram por mim. Mesmo eu tendo nascido em uma casa de taipa, sem energia, sem nada, eles sempre me deram o cuidado, o carinho, a atenção”.

A ideia da homenagem veio da amiga e cerimonialista Solange Santos. De acordo com Solange, a homenagem acabou emocionando muitos dos presentes no baile. “Conhecendo Kauany como eu conheço, quando ela me pediu a sugestão, eu sabia que a enxada seria algo que a marcaria naquele momento. Então foi emocionante, a gente encontrou algumas pessoas que vieram e falaram com Kauany, algumas pessoas vieram e falar com os pais dela. O fotógrafo que estava lá falou comigo depois: ‘Eu quase que não fazia as fotos chorando, vendo aquela cena’, relatou a cerimonialista.

Pais de Kauany, Nilson Pereira e Creuza Alves ainda moram em casa simples na Zona Rural do município de Almino Afonso, no Oeste potiguar (Foto: Reprodução/ Inter TV Cabugi)

Apesar de ter concluído o curso superior, a assistente social continua estudando. Aluna de jornalismo, Kauany sonha em ser repórter para melhorar a vida dos pais. “Meu próximo sonho é me formar em jornalismo e poder dar o melhor para eles. O melhor seria dar uma moradia melhor, seria uma forma de estar mais próximos deles, porque hoje eles vivem lá e eu aqui, mas uma forma de compartilhar com eles a minha alegria”, disse.

“Eu não quero deixar para trás o que eu passei, eu quero sempre levar comigo esse retrato do meu pai, da minha mãe, não do sofrimento, eles não sofreram, apenas lutaram e batalharam para me daro melhor e para dar o melhor para minha família”, concluiu.

enxada 1