Gabarito oficial tinha letras de A até D, enquanto prova tinha 5 alternativas (Foto: Reprodução)
A prefeitura de Peruíbe, no litoral de São Paulo, divulgou nesta segunda-feira (9) que decidiu anular as provas do concurso público ‘01/2016’ apenas para os cargos de agente operacional, auxiliar de saúde bucal, mecânico, professor de arte e de educação especial, realizadas no último domingo (8).   Logo após a realização da prova candidatos reclamaram que o gabarito oficial a ser preenchido tinha o número de alternativas (letras) inferior ao que constava nas provas. Prefeitura de Peruíbe, SP (Foto: Orion Pires / G1)
O edital de anulação assinado pela prefeita Ana Preto (PTB) e divulgado no site do Instituto Moura Melo, responsável por aplicar a prova, considerou a “falta de habilidade dos coordenadores da realização das provas na escola professor Ottoniel Junqueira, que não conseguiram dar pronto atendimento à solução da situação”.

O documento aponta ainda o que já havia sido relatado ao G1 por alguns candidatos, de que a Comissão do Concurso só foi acionada quando a situação já estava “fora dos limites de tolerância e controle”. Uma professora que preferiu não se identificar contou que houve gritaria e confusão com o erro no gabarito oficial.

A ficha apresentava alternativas da letra A até a D, sendo que a prova tinha alternativas da letra A até a E. Capa de prova mostrava 4 alternativas, mas provatinha 5 (Foto: Reprodução)
“O jeito que eles encontraram foi dar um outro sem identificação oficial do Instituto Moura Melo (responsável pela prova).

Tivemos que escrever nosso nome e inscrição tudo a mão, mesmo assim parece marmelada. É ridículo.

Lá fora teve confusão e muita gritaria porque ninguém estava aceitando isso”, reclamou uma candidataRemarcadaPara justificar a anulação do concurso para os cargos de agente operacional, auxiliar de saúde bucal, mecânico, PEBII- Arte, PEBII – educação especial D. M.

e PEBII- educação especial DV. , a prefeitura considerou que houve prejuízo para todos os candidatos que fizeram a prova naquela unidade de ensino.

A data da nova avaliação foi marcada para o dia 22 de maio deste ano, em local e horário ainda não divulgados.
“Eventuais prejuízos decorrentes da presente medida deverão ser suportados pela Empresa Moura Melo Concursos, e assim requeridas à mesma, independentemente da aplicação de eventuais sanções administrativas, que serão objeto de análise após o encerramento do Concurso 01/2016”, acrescentou a prefeita.

.