Empresa diz que faltou serviço a pacientes (Foto: Reprodução/TV Integração)
Cerca de dez pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (CTI) destinada a adultos no Hospital São João de Deus (HSJD), em Divinópolis, ficaram sem o serviço de fisioterapia respiratória neste sábado (7), quando terminou o contrato de prestação de serviço pela Respirar Fisioterapia, segundo informada pela própria empresa.
De acordo com a diretora da Respirar Fisioterapia, Solage Ribeiro, o HSJD teve 40 dias para homologar a decisão do encerramento do contrato, mas não fez isso. O MGTV e o G1 tentaram contato com a assessoria de imprensa do HSJD por telefone e e-mail, mas não houve retorno até o fechamento desta nota.

.