Empresa diz que faltou serviço a pacientes (Foto: Reprodução/TV Integração)
O contrato entre a empresa Respirar Fisioterapia e o Hospital São João de Deus (HSJD) em Divinópolis foi estendido nesta segunda-feira (9), depois da paralisação dos 13 profissionais que ocorreu no sábado (7), após o prazo do contrato entre os órgãos ter expirado. A assessoria do hospital confirmou ao G1 que o serviço será restabelecido nesta tarde, a partir das 15h. Sobre o vencimento do contrato, o HSJD não se posicionou.

A decisão  foi tomada após uma reunião que ocorreu na manhã desta segunda entre a superintendência da unidade e a empresa. No último sábado cerca de dez pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (CTI) destinada a adultos no HSJD, ficaram sem o serviço, segundo a empresa.

De acordo com a diretora da Respirar Fisioterapia, Solange Ribeiro, o HSJD teve 40 dias para homologar a decisão do encerramento do contrato, mas não fez isso.
A empresa presta serviços para o HSJD há 23 anos e, segundo a diretora, nunca ocorreu uma situação em que os profissionais tivessem de paralisar a prestação do serviço.

“Nunca deixamos de dar assistência para paciente nenhum. Essa situação é muito desagradável e foi gerada por falta de atenção.

Não tomaram providências para  prorrogar ou encerrar o contrato”, afirmou.
Segundo informações da emrpesa, dentro de aproximadamente 60 dias será definido a homologação de um novo contrato.

.