No carro, com placas de São Marcos (RS), havia sete pessoas (Foto: Cristiano Ferreira/Geral de Notícias)
Os corpos de cinco das sete vítimas de um acidente de trânsito em Água Doce, na região oeste de Santa Catarina, serão levados para Pinhão, na região central do Paraná, ainda nesta terça-feira (26).
A informação foi repassada ao G1 pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) de Joaçaba, também em Santa Catarina. Até as 11h30, os sete corpos ainda estavam no IGP.

Conforme o IGP, os corpos dos irmãos Adão Ferreira Correa e Sandra Aparecida Ferreira Correa e dos irmãos Edílson Prestes de Cristo e Alfredo Prestes de Cristo irão para Pinhão. O corpo de uma criança, que ainda não foi identificada, também.

Ainda segundo o IGP, o traslado depende da identificação da última vítima.
Já o corpos das outras duas vítimas – Francine Theobald, esposa de Adão, e da filha do casal, Rafaela – devem ser encaminhados para São Marcos, no Rio Grande do Sul.

Ainda não há informações sobre os locais e horários dos velórios e enterros. O acidenteDe acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), todas as vítimas estavam em um carro que bateu em um caminhão na BR-153, por volta das 19h de segunda-feira (25).

O acidente ocorreu próximo à divisa de Santa Catarina com o Paraná.
Segundo a PRF, chovia quando o veículo, com placas de São Marcos, rodou na estrada e invadiu a pista contrária.

O carro acabou batendo de frente com um caminhão com placas de Paulo Bento, também no Rio Grande do Sul. O motorista da carreta não se feriu.

Ainda conforme informações da polícia, o carro era dirigido por um motorista não habilitado e as duas crianças não estavam sentadas em cadeirinhas ou assentos de elevação. Todos os ocupantes do carro morreram na hora.

O caminhão transportava soja em grãos e estava com velocidade compatível com a via, segundo a polícia. Foi realizado teste do bafômetro no motorista, que não acusou qualquer vestígio de álcool.

A Polícia Civil de Joaçaba investigará o acidente. Acidente ocorreu perto da divisa com o Paraná, na BR-153 (Foto: PRF/Divulgação)
.