Curitiba recebe 1º encontro de desenhistas urbanos do Brasil (Foto: Divulgação/Prefeitura de Curitiba)
De quinta-feira (21) a domingo (24), feriado prolongado de Tiradentes, Curitiba se transforma na capital nacional do “urban sketchers” – modalidade de desenho de observação que tem se tornado cada vez mais popular em todo o planeta. (Confira a programação completa do evento abaixo).
São esperados participantes de todo o Brasil, além do grupo de Curitiba, um dos maiores do país.

De acordo com a organização, a capital paranaense foi escolhida para sediar o evento depois de uma votação com Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo.
O lançamento do 1º Encontro de Urban Sketchers ocorre no Memorial de Curitiba na noite de quinta-feira.

No dia seguinte, sexta-feira (29), começa a maratona de desenhos nos principais pontos turísticos da capital paranaense, como Largo da Ordem, Jardim Botânico e Museu Oscar Niemeyer.
A maratona também é realizada em outros espaços, como as casas de lambrequins da arquitetura polonesa e os bares clássicos da noite curitibana.

Um dos pontos altos do encontro é o lançamento do livro “Sketchers do Brasil”. Foram selecionados 51 desenhistas de todos os estados para ilustrar a publicação,que traça um panorama da grande produção de desenhos de observação no país.

Além disso, no coquetel de abertura, é aberta uma exposição de desenhos do grupo Urban Sketchers Curitiba. Curitiba se transforma na capital nacional de ‘urban sketchers’ no feriado de Tiradentes (Foto: Divulgação/Prefeitura de Curitiba)ComunidadeO Urban Sketchers é uma comunidade de correspondentes que reúne pessoas do mundo todo interessadas em produzir e compartilhar seus desenhos de locação.

O grupo global inclui pintores, arquitetos, jornalistas, publicitários, ilustradores, designers e educadores, que publicam mais que apenas desenhos na web, compartilhando também a narrativa e as circunstâncias em que foram feitos.
O movimento, iniciado pelo espanhol Gabi Campanário, conecta pessoas ao redor do mundo que desenham em suas cidades e em suas viagens.

Urban Sketchers é um termo para definir o desenhista de observação que está sempre registrando seu cotidiano – a cidade, as paisagens, as pessoas – com desenhos e pinturas rápidas, feitas in loco.
Com sketchbooks, blocos ou folhas avulsas sempre à mão, esses artistas capturam em traços e manchas tudo o que lhe despertar interesse.

LivroA publicação que deve ser lançada durante o encontro foi viabilizada na forma de um financiamento coletivo, onde os participantes contribuíram com valores iguais.
O critério para a escolha dos artistas foi a qualidade artística e a atuação dentro dos grupos.

A obra quis reunir a produção de cada sketcher, cada um com quatro páginas, tornando possível perceber as nuances do estilo, traços, temas, técnicas e obsessões de cada um.
São mais de duzentas páginas de desenhos e aquarelas e uma diagramação e impressão cuidadosa.

O livro ajuda a entender também como acontece o movimento no Brasil, refletido e modificado pelas cores e luminosidades próprias de cada cidade.
A inspiração para o livro nasceu da necessidade de uma publicação legitimamente brasileira.

Apesar de o Brasil ter uma das maiores produções de urban sketchers do mundo, ainda não havia nenhuma obra do gênero, apenas livros traduzidos de outros países.
A publicação traz um texto de abertura do cronista curitibano Luís Henrique Pellanda e participações de sketchers da maioria dos estados brasileiros: Rio Grande do Sul, Bahia, Rio Grande do Norte, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Alagoas, Distrito Federal, Goiás, Ceará, Maranhão e Espírito Santo.

São esperados participantes de todo o Brasil, além do grupo de Curitiba, um dos maiores do país (Foto: Divulgação/Prefeitura de Curitiba)Confira a programação completa do evento abaixo:21 de abril (quinta-feira)18h a 21h – AberturaApresentação do evento pelos coordenadores do USk Brasil e USk Curitiba;Vernissage de desenhos do USk Curitiba acompanhada de coquetel;Lançamento do livro “Sketchers do Brasil”;22 de abril (sexta-feira)9h30 até 12h30 – Casas Polonesas;15h as 18h30 – Largo da Ordem;23 de abril (sábado)9h até 12h30 – Jardim Botânico;15h as 18h30 – Paço Municipal/Rua das Flores;24 de abril (domingo)9h30 até 13h – Museu Oscar Niemeyer (encerramento do evento com foto oficial de todos os participantes).
.