Jovens foram resgatados por equipe do Corpo de Bombeiros (Foto: Divulgação)
 Em aproximadamente 12 horas de chuva que atingiu todas as zonas da capital, foram 104 ocorrências registradas pela Defesa Civil do Município e 17 atendimentos realizados pelos bombeiros. De acordo dados do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM), choveu em um dia, o equivalente a 28% do esperado para todo o mês de abril.
Uma das ocorrências foi o regate de dois jovens em um igarapé pelos bombeiros na tarde desta terça-feira (12).

A dupla foi encontrada dentro do igarapé do Mindú que corta a avenida Darcy Vargas, próximo a Secretaria Municipal de Educação (Semed). Os dois estavam agarrados em um galho de uma árvore e não conseguiram se deslocar até a margem, por conta da forte correnteza.

Em um bote, o tenente M. Costa e bombeiros da guarnição da AS-01 conseguiram chegar até os jovens e realizar o resgate com segurança.

Toda a ação foi acompanhada por moradores nas margens do igarapé. NúmerosDas 5h às 18h, a Defesa Civil  registrou 104 ocorrências de deslizamento de barranco, desabamentos de muros, casas e alagamento de ruas.

Ao todo, foram 19 pontos de alagamentos em 16 bairros da capital.   Uma das situações  ocorreu na rua Japurazinho, Nossa Senhora de Fátima.

  A família que vivia no local está abrigada na casa de vizinhos. Não havia ninguém no momento do ocorrido.

No bairro Francisca Mendes, os moradores se assustaram ao ver o igarapé próximo a Rua 3, transbordar. Os bairros mais atingidos foram Tancredo Neves, Riacho Doce, Nossa Senhora de Fátima, Amazonino Mendes, Val Paraíso, Francisca Mendes, Alfredo Nascimento, Cidade Nova, Jorge Teixeira, Novo Reino, Mundo Novo, Jesus Me Deu, Novo Israel, Nova Manaus, Monte Sinai, Dom Pedro, Cidade de Deus, Francisca Mendes, São Jorge, Nova Conquista, Nova Vitória e Nova Floresta.

De acordo com a assessoria de comunicação da Defesa Civil, na noite desta terça-feira, todas as equipes do órgão permanecem nos locais de desasatre.   O atendimento conta com a parceria das secretarias municipais de Limpeza Pública, Infraestrutura e Assistência Social.

Nos locais onde houve deslizamento de barranco, as equipes retornarão na manhã da quarta-feira (13), para realizar segunda vistoria e avaliar o risco e a vulnerabilidade do solo. Atuação dos BombeirosA forte correnteza afastou os dois da margem(Foto: Divulgação)
Das 104 ocorrências, os bombeiros atuaram em 17, sendo seis alagamentos, um acidente de trânsito no quilômetro 14 da rodovia estadual AM-70, uma abertura de porta e janelas, um resgate de pessoa, dois desabamentos, um corte de anel, um principio de incêndio, duas vistorias em árvores, um transporte de material e uma prevenção contra afogamento.

Agentes da 5ª Companhia Independentes de Bombeiros Militares (CIBM) a comando do sargento Nivaldo, socorreram o taxista de 52 anos que perdeu o controle do veículo e capotou.   Após capotar, o veículo caiu em um barranco no quilômetro 14 da AM-070.

Populares também auxiliaram no resgate do condutor.  Os bombeiros também realizaram o resgate de uma senhora pós operada e obesa e duas crianças, que estavam em uma residência alagada pela chuva.

A casa fica na rua Ademar de Barros, bairro Flores. A família foi encaminhada a casa de parentes.

Três casas foram destruídas após deslizamento de um barranco de aproximadamente 70 metros, na rua Mirra, Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus. A ocorrência foi atendida por uma viatura dos bombeiros, a comando do sargento J.

Menezes. Em uma das residências, havia cinco pessoas da mesma família.

Apenas a avó, sofreu escoriações durante o desmoronamento e, foi conduzida a uma unidade de saúde. ChuvaEsta terça-feira (12) foi o dia mais chuvoso de todo o mês de Abril.

De acordo com o Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM), choveu 65,2 mm – conforme registro na estação do Instituto Nacional de Metereorologia (Inmet) – o que corresponde a 28% do esperado para todo o mês de abril. A velocidade dos ventos variou entre 25 km/h e 27,8 km/h.

O esperado para Abril varia entre 234 mm a 338mm, segundo dados divulgados pelos Sipam. Até esta terça-feira, já choveu aproximadamente 200mm.

A previsão do órgão de monitoramento,  é que os próximos três dias sejam de chuva na capital.
.