Foragidos foram presos após policiais receberem informação sobre endereço onde estavam (Foto: Dicap/ Divulgação)
Policiais Militares do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) prenderam nesta segunda-feira (25) os foragidos Jovenilson Marinho da Costa e Bruno Dutra de Sousa, apelidado de ‘Leite Quente’. A dupla é suspeita de assaltar uma loja de autopeças neste domingo (24), em Boa Vista, após um deles ter se passado por funcionário do estabelecimento. Eles escaparam da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo no dia 22 de abril, pulando o muro do presídio.

Os policiais receberam a informação do endereço onde estavam os fugitivos. Eles se deslocaram para o bairro Asa Branca, zona Oeste, onde encontraram a dupla.

“Chegamos a uma vila onde haviam muitas pessoas. Vimos os dois [foragidos] e, como tínhamos fotos, sabíamos que era a dupla que estávamos à procura e os prendemos.

Com um deles, encontramos um revólver calibre 38 com cinco munições intactas. A arma foi usada no roubo do comércio”, relata um policial, acrescentando ainda que os fugitivos portavam 500 gramas de maconha.

A dupla foi levada à loja de autopeças, localizada no bairro São Vicente, zona Sul da capital. O estabelecimento foi alvo de roubo dos foragidos, segundo o PM.

No local, eles foram reconhecidos. “As vítimas os identificaram como os autores do assalto”, diz o policial do Gate.

Os foragidos entraram no comércio e renderam clientes e funcionários. A dupla levou relógios, celulares, dinheiro.

Após serem reconhecidos, os policiais levaram a dupla para a Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas. Os dois voltaram para o sistema prisional.

FugaOs presos atacaram uma das guaritas e pularam o muro da unidade. A quantidade de presos que escapou ainda não foi divulgada.

Uma contagem foi feita ainda na sexta (22) para identificar os foragidos. Porém, a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) não informou os nomes dos fugitivos.

Agentes penitenciários relatam que os presos usaram escadas improvisadas para escalar o muro. A fuga ocorreu pela guarita 9, que fica na lateral do presídio, região da ala dos idosos.

“Ainda não sabemos quantos fugiram, possivelmente, mais de dez”, estimou um agente.
.