A recessão da economia no Brasil e a instabilidade do clima foram os principais fatores para que os produtores do sul do Maranhão adiassem o “Agrobalsas”, considerado o maior evento do agronegócio no estado. Este foi um dos destaques da edição do “Mirante Rural” que foi exibido neste domingo (1º).
O atrativo também abordou a exportação de animais vivos que consolidou a situação d Maranhão de estado livre da aftosa com vacinação.

Na região oeste do estado, que concentra o maior rebanho, os criadores estão otimistas com o avanço dos negócios.
No Vale do Pindaré, criadores de gado recebem informações sobre as técnicas de silagem, um dos métodos de armazenamento mais utilizados no Brasil.

Um dia de campo realizado na semana passada no município de Santa Inês, a 250 km de São Luís, pecuaristas da região conheceram as técnicas de silagem.
Em São José de Ribamar, município situado na região metropolitana da capital, estudantes conhecem como é a produção de alimentos na zona rural.

O projeto “Trilhas do Conhecimento” está levando alunos de uma escola pública de São José de Ribamar para o campo. A ideia é que eles entendam de onde vem o alimento que comem, valorizem esse processo e repassem a informação em suas residências.

‘Agrobalsas’ é considerada o maior evento do agronegócio no Maranhão (Foto: Reprodução/TV Mirante)
.