Em greve, funcionários da Urbs e da Setran fazem passeata (Foto: Divulgação/Sindiurbano-PR)
A paralisação dos funcionários da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) e da Urbanização de Curitiba (Urbs) chega ao segundo dia nesta quarta-feira (27). Nesta manhã, eles fizeram uma passeata que saiu da Rodoferroviária e seguiu até a prefeitura.
A principal reclamação dos trabalhadores é o atraso no pagamento dos salários e dos benefícios.

 
Por conta da greve, estão paralisados os serviços de fiscalização de trânsito, fiscalização do transporte coletivo, do Centro de Controle de Operações e a limpeza dos espaços administrados pela Urbs.
O atendimento à população, como a emissão do Cartão Transporte, continua funcionando, mas com um número reduzido de funcionários.

Conforme o Sindicato dos Trabalhadores em Urbanização do Estado do Paraná (Sindiurbano-PR), a greve foi deflagrada por conta de sucessivos atrasos nos pagamentos de salários.
Ainda conforme o sindicato, em abril, os trabalhadores deveriam ter recebido salários e benefícios no dia 25.

No entanto, nesse dia, só a metade do pagamento foi recebida. O vale-alimentação, por exemplo, foi pago apenas na madrugada desta quarta.

A Urbs informa que o restante do pagamento será feito até o dia 6 de maio e que os salários não estão atrasados, já que o acordo salarial e a legislação trabalhista prevêem que a outra parte seja paga até o dia quinto dia útil do mês seguinte.
A Urbs afirma ainda que já entrou com um processo no Ministério Público do Paraná (MP-PR) alegando a ilegalidade da greve, uma vez que diz não ter sido comunicada da paralisação.

O sindicato rebate e afirma que o indicativo de greve havia sido aprovado há meses.
Ainda conforme o Sindiurbano, 80% dos funcionários aderiram à paralisação.

A Urbs discorda, dizendo que o número é de trabalhadores é bem menor e que, na terça-feira (26), 90% do atendimento da empresa foi mantido em toda a cidade.
Por fim, o sindicato que a paralisação está mantida enquanto os salários não forem pagos integralmente.

Funcionários da Setran e da Urbs realizam assembleia na rodoferroviária de Curitiba na terça-feira (27) (Foto: Divulgação/ Sindiurbano-PR)
.