Obras foram anunciadas nesta terça-feira (Foto: Alex Pazuello)
O montante de R$ 104,6 milhões deve ser destinado para melhoria do serviço de distribuição e abastecimento de água na capital. A informação foi anunciada nesta quarta-feira (27), pela Prefeitura e Manaus Ambiental.
De acordo com a Prefeitura, R$ 67,2 milhões serão destinados para a ampliação da rede de esgoto.

A meta é que em 13 anos a cidade alcance 80% de cobertura do sistema de esgotamento sanitário. O objetivo anterior era de que a empresa oferecesse 80% de cobertura até 2045.

“Esse é um projeto ousado e que vem ao encontro com o modelo de gestão que adotamos para Manaus. Inovamos na nossa relação com a Manaus Ambiental, dando responsabilidade e estabelecendo metas para a empresa concessionária”, disse o prefeito Artur Virgílio.

Ainda segundo a Prefeitura, outros R$ 37,4 milhões serão investidos para obras de ampliação da rede de distribuição e abastecimento de água.
As ações serão voltadas para a setorização e substituição de redes antigas e implantação de novas ligações, integrando ao sistema, aproximadamente, 20 mil novos clientes, oriundos dos setores industrial e comercial.

“Na verdade, tudo isso é resultado de um cronograma criado ainda 2013 e que agora ganha força. Atualmente temos problemas pontuais na distribuição de água, mas o nosso grande desafio será a criação de quatro novas Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs), entre elas uma de grande porte na área da Bacia do 40, tratando 100 mil litros/segundo de esgoto”, disse o presidente da Manaus Ambiental, Sérgio Braga.

ObrasO mapeamento também inclui a duplicação da Estação de Timbiras, que fica no bairro Cidade Nova, zona Norte da cidade, além da implantação de ETEs menores no conjunto Vila Nova, ainda na zona Norte, e nos conjuntos Xingu e Ayapuá, na zona Oeste de Manaus.
.