A vacinação contra a febre aftosa teve início nesta sexta-feira (15) em RO (Foto: Divulgação/Famasul)
A campanha contra a febre aftosa teve início na manhã desta sexta-feira (15), em todo o estado de Rondônia. A campanha será para vacinar os bovinos e bubalinos. Pecuaristas tem até o dia 15 de maio para vacinar e até o dia 20 do mesmo mês para declarar a vacina na Agência de Defesa Sanitária  Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron).

 
De acordo com a Idaron, devem ser imunizados animais de até 24 meses na primeira etapa da vacinação, porém, todo o rebanho deve ser declarado.   A instituição espera que sejam vacinados cerca de 5,5 milhões de animais.

Há mais de dez anos o estado apresenta índices de vacinação maior que 99%. Para realizar a declaração, o pecuarista precisa levar a nota fiscal de compra da vacina e a relação do rebanho por faixa etária.

Conforme a agência, é importante que o pecuarista aproveite o manejo do rebanho para a vacinação contra febre aftosa e vacine contra outras doenças também, como a raiva (vacinação voluntária) e brucelose (vacinação obrigatória em fêmeas de três a oito meses). MultaDe acordo com a Idaron, o produtor que não declarar ou não vacinar o rebanho pode ser multado.

Para quem não vacinar, a multa é de R$ 152,72 por animal não vacinado. Já para quem vacinar e não declarar a vacinação multa é de R$ 152,72 por propriedade rural.

Horário de atendimentoOs pecuaristas devem ficar alerta ao novo horário de atendimento da agência. Todas as unidades funcionarão entre 7h30 e 13h30, de segunda-feira a sexta-feira.

.