A programação cultural em comemoração ao Dia do Índio foi encerrada neste sábado (23) na Terra Indígena Pindaré, situada no município de Bom Jardim, a 275 km de São Luís.
A programação que aconteceu no Centro Cultural “Os Guardiões da Floresta” contou com a presença de homens e mulheres de etnia indígena que vestidos com as cores do exército brasileiro, de rostos pintados e armados com flechas reafirmaram o intuito de cuidar da segurança das aldeias e fiscalizar os territórios indígenas.
O cacique Francisco Viana Guajajara diz que o grupo de índios que participaram do evento é formado por pessoas de várias comunidades.

“O grupo é formado por várias pessoas de várias comunidades, como sete comunidades que representam. Então, esse grupo que tá aqui forma em torno de 70 guerreiros que foram os guardiões daqui da Aldeia Januária”, explicou.

Durante o ritual, todos os índios se juntam para cantar e dançar em roda. É assim que eles expressam alegria, revolta, tristeza e muitos outros sentimentos.

Uma tradição que passa a fazer parte da vida do índio logo nos primeiros meses de vida. A indígena Francinaira Guajajara, de apenas 11 anos, afirma que é importante seguir toda a sua cultura e tradição.

“Eu tou achando muito bom porque é a nossa cultura e nós temos que seguir”, finalizou. Grupo de índios que participaram do evento é formado por pessoas de várias comunidades (Foto: Reprodução/TV Mirante)
.