Thaís sonhava em conhecer o Parque Estadual do Ibitipoca (Foto: Thaís Mota/Arquivo Pessoal)
A bancária de 27 anos, Thaís Costa Mota Pereira, que caiu de uma cachoeira de cerca de 35 metros de altura no Parque Estadual do Ibitipoca, estava na beirada do local conhecido como “Janela do Céu” para que a amiga a fotografasse quando escorregou. “Nasci de novo. O sentimento que tenho é só de gratidão por estar viva.

Durante a queda eu só pensava que ia morrer. Parecia um tempo interminável”, destacou.

Visitar o parque era um sonho para Thaís. “Quando cheguei à ‘Janela do Céu’, pedi uma amiga para tirar uma foto minha.

Estava bem na beirada e as pedras eram muito escorregadias. Aí escorreguei e cai na piscina d’água natural que tinha lá embaixo.

Quando caí na água foi desesperador. Engoli muita água até que consegui me apoiar nas pedras.

Não senti muita dor, apenas senti as costas e o pescoço”, contou a bancária.
Nasci de novo.

Durante a queda eu só pensava que ia morrer. Parecia um tempo interminável”
Thaís Mota, bancária
O acidente foi na tarde do último sábado (16) em Santa Rita do Ibitipoca.

Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para Juiz de Fora pelo helicóptero da Polícia Militar (PM).
A jovem está internada na Santa Casa de Misericórdia, onde passou por cirurgia nesta segunda (18).

O quadro dela é estável e a previsão de alta é para esta quarta (20).
A bancária, que mora em São Gonçalo (RJ), diz que não deu tempo de tirar a foto que desejava e que não pensa em voltar à cachoeira.

“O bombeiro que me socorreu foi um anjo. Quando me viu e percebeu que eu estava com muito frio, ele me deu a blusa dele.

Todos me atenderam muito bem. Agora é vida nova, não consigo ter outro sentimento a não ser gratidão”, enfatizou.

O gerente do parque, João Carlos Lima de Oliveira, informou que é o primeiro acidente do tipo registrado no local conhecido como “Janela do Céu”. Amigos de jovem que comentam sobre acidente em publicação no Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)Amigos e família comentam acidenteEm uma publicação no Facebook, amigos que estavam com a jovem no momento do acidente lamentaram o acidente.

“Isso tudo está servindo para o seu crescimento. Coisas como essas acontecem para que redefinamos nossa escala de prioridades”, disse um internauta.

“Você me deu um susto. Ver você cair foi horrível, eu fiquei louca, parecia filme de terror.

Graças a Deus, o grupo todo colocou você em oração. Não sai da minha cabeça seu rostinho e sua mão estendida pra gente”, publicou uma amiga.

A mãe da jovem, Márcia Claudia da Silva Mota Pereira, de 47 anos, disse ao G1 que ainda não viu a filha. Ela preferiu não ver fotos do local do acidente de Thaís.

“Eu soube apenas no outro dia. Como tenho alguns problemas de saúde, a família preferiu ir me contando aos poucos.

Procurei não saber muito. Falo com ela pelo telefone e ouvir a voz dela me tranquiliza.

Só agradeço a Deus pela vida da minha família”, disse. Jovem caiu de local conhecido como “Janela do Céu” (Foto: Nathalie Guimarães/G1)
.