Grupo protesta contra aumento da tarifa na tarde desta segunda (11) (Foto: Rickardo Marques/G1 AM)
Uma manifestação composta por estudantes e usuários do transporte coletivo de Manaus foi realizada nesta segunda-feira (11) em frente ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), no Centro da capital. Eles são contra o preço da passagem de ônibus, que sofreu reajuste de 12,67% na sexta-feira (8) determinado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). O protesto reuniu 300 pessoas, segundo a organização e, de acordo com a Polícia Militar, aproximadamente 150.

Além do aumento, os manifestantes reivindicam melhorias na frota do transporte coletivo, que é considerada “sucateada” pela União Municipal dos Estudantes Secundaristas (UMES).
“Nós achamos que esse aumento é uma manobra da Prefeitura, pois estamos em ano de eleição.

Percebendo a atual estrutura do transporte coletivo, vemos que é um transporte sucateado, de péssima qualidade. Quem mais vai ser afetado somos nós estudantes e os trabalhadores, por isso nós somos contra esse aumento”, afirmou João Vitor Barros.

Além da UMES, participaram do ato, membros do Diretório Central dos Estudantes da Universidade do Estado do Amazonas (DCE-UEA), a União Nacional dos Estudantes (UNE). .

.
.