#ninfabebê: drama pretende chamar atenção dos espectadores  (Foto: Divulgação)
Exibicionismo, voyeurismo e cuidados com as mídias sociais. Esses são os temas abordados no longa-metragem uberabense #ninfabebê, que será lançado em Uberaba nesta quinta-feira (12). O drama tem um tema polêmico, mas considerado comum com o avanço das gerações.

O G1 conversou com a equipe responsável pela produção do filme e a expectativa de lançamento é positiva e impactante.
O filme conta a história de duas adolescentes que decidem passar um fim de semana sozinhas em casa, na ausência dos pais.

O encontro das amigas é registrado por vídeos que são publicados na internet e compartilhados com os amigos virtuais. O que era para ser uma noite divertida acabou se tornando uma história de medos e angústias, já que as duas adolescentes recebem visitas inesperadas ao longo da trama.

Segundo o diretor de #ninfabebê, Aldo Pedrosa, o filme tem uma linguagem pop e trata de temas abordados no cotidiano. O objetivo é impactar e chamar atenção dos espectadores para assuntos que passam despercebidos.

“Eu não tive melindres para abordar criticamente questões sociais importantes decorrentes do exibicionismo e da superexposição exacerbados na internet, principalmente por parte dos adolescentes. Por isso, o filme trará cenas realizadas com relativa crueza que poderão chocar e isso será um dos pontos fortes da produção, pois mostrará uma realidade preocupante que é camuflada pela promessa e ilusão de popularidade on-line”, explicou Pedrosa.

Diretor do #ninfabebê teve ideia de roteiro em 2010 (Foto: Aldo Pedrosa/Arquivo Pessoal)ProduçãoA ideia para o roteiro surgiu há mais de cinco anos, quando o diretor do longa-metragem tentava produzir vídeos experimentais sobre as questões do exibicionismo na internet.
Depois da ideia veio a oportunidade.

Aldo reuniu cerca de 50 pessoas que toparam ajudar na produção do longa.
Em seguida, eles se inscreveram em uma premiação da Fundação Cultural de Uberaba (FCU), que premiaria a melhor ideia de projeto cultural com o valor de R$ 19.

540,50 a partir do Fundo Municipal de Cultura (FMC). O primeiro lugar veio junto com as noites em claro, de produções e muitos takes.

Os bastidores do cinema independente duraram quase um ano, com pré-produção, teste de elenco, gravações, pós-produção, dublagem e edições. Para o diretor o tempo foi curto, mas a dedicação foi intensa.

“Tem sido uma das experiências mais desafiadoras de minha vida. Já participei de alguns projetos grandes, mas este se destaca pela complexidade.

Apesar de estar muito cansado e de ter sacrificado outros setores da minha vida para me dedicar a ele, estou muito feliz e acredito que toda a equipe também esteja”, compartilhou. #ninfabebe nas telonasO trailer oficial do filme foi divulgado há pouco mais de 20 dias nas redes sociais e já conta com mais de três mil visualizações.

O longa-metragem tem classificação de 16 anos e está inserido no gênero drama e suspense. A duração do filme é de 93 minutos.

 
A primeira exibição do longa será feita apenas para convidados e autoridades no dia 12, às 10h, no cinema do Praça Shopping Uberaba. No dia seguinte (13) e no sábado (14), o filme será exibido no Cine Teatro Vera Cruz às 20h e no domingo (15) às 14h.

O ingresso será trocado por um quilo de alimento não perecível e a arrecadação será doada para o Sanatório Espírita da cidade.
Após o lançamento, o trabalho da equipe será voltado para a divulgação do longa.

“Depois da estreia nós vamos fazer as correções que forem necessárias e vamos inscrever o #ninfabebê em festivais de cinema no país. Nós ainda pretendemos investir em legendas em outros idiomas para que o filme alcance o maior público possível”, concluiu Pedrosa.

 Aldo Pedrosa e a atriz principal do filme, Dandara Adrien, durante making of  (Foto: Divulgação/Divulgação)
.