Lourival Macedo e sua esposa Edna dos Santos foram acusados pela família (Foto: Arquivo Pessoal)
A família de Sebastiana Maria da Conceição, que morreu após ser agredida em Guarujá, no litoral de São Paulo, aguarda o julgamento do filho da vítima, Lourival Francisco de Macedo, de 52 anos, que é acusado pelo crime.
Lourival, que está preso preventivamente enquanto aguarda decisão da Justiça, é acusado de agredir a mãe após uma discussão por causa de papel higiênico no dia 31 de janeiro. Idosa morreu após ficar 19 dias internadas emhospital de Santos (Foto: Arquivo Pessoal)
De acordo com a família, o suposto agressor morava com a idosa e teria iniciado a briga após chegar em casa e notar que não havia papel higiênico no banheiro.

Sebastiana teve ferimentos no pescoço e no rosto e ficou internada por 19 dias no Hospital Beneficência Portuguesa, em Santos.
O caso foi investigado pela Delegacia da Mulher de Guarujá e a mulher de Lourival, Edna Macedo, chegou a prestar depoimento à polícia e foi liberada em seguida.

Mesmo com a prisão de Lourival, os familiares afirmam que só ficarão satisfeitos após a decisão da Justiça.
“Nós queremos justiça e queremos que ele pague pelo que fez.

A Justiça já colheu depoimentos da defesa e da acusação, estamos ansiosos pela divulgação da sentença”, explica Marcia Macedo, neta da vítima e sobrinha de Lourival.
.