Familias acompanharam solenidade de entrega de 704 imoveis em Porto Velho (Foto: Matheus Henrique/G1)
Mais de 700 imóveis do Residencial Orgulho do Madeira foram entregues, nesta quarta-feira (4), para famílias de Porto Velho que foram atingidas pela cheia histórica do Rio Madeira há mais de dois anos. Segundo a Secretaria Estadual de Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), cerca de 2,8 mil pessoas ainda serão comtempladas com a entrega dos imóveis. A construção foi feita através dos programas Minha Casa Minha Vida e do Morada Nova.

A solenidade de entrega aconteceu na frente dos apartamentos e os comtemplados receberam pulseiras de diferentes cores para organização quanto a distribuição. O evento teve a participação do Governador Confúcio Moura, do prefeito Mauro Nazif, deputados, vereadores, secretários e outras autoridades.

Segundo o Seas, as famílias podem fazer a mudança para as novas casas a partir da próxima quinta-feira (5). Para não haver congestionamento, será feito um agendamento.

No evento de hoje, 440 famílias atingidas pela enchente do Rio Madeira em 2014 receberam as chaves.
A empregada doméstica Jacira Nunes, de 68 anos, disse que aguarda há quatro anos pela chave da casa.

Jacira esperou quatro anos para poder pegar achave do imovel em Porto Velho(Foto: Matheus Henrique/G1)
“É a minha primeira casa própria, batalhei muito para conseguir. Não foi fácil.

Para fazer a inscrição tive que dormir na porta do local onde estava sendo realizado as inscrições, depois fui sorteada e agora, quatro anos depois vou conseguir pegar a chave da casa”, disse Jacira.
Já Egleno Freitas, de 24 anos, era morador de uma área de risco em Porto Velho e recebeu a chave da sua nova casa nesta quarta.

“Morávamos em uma área de risco, perto de um córrego. Imagina acordar no meio da madrugada com a água no meio do corpo e agora vou morar no quarto andar, na cobertura.

Me sinto lisonjeado”, conta Egleno.
Segundo o coordenador de habitação, José Gadelha, o empreendimento tem 4 mil moradias e, com a entrega desta quarta, vão restar 2,8 mil unidades.

“Em dezembro entregamos 976 unidades, hoje mais 704. São famílias que fizeram a inscrição e foram sorteados.

Temos cerca de 440 famílias que foram atingidas pela enchente do Rio Madeira. Ainda existe um grupo de pessoas que se recusam a assinar o termo de demolição de imóveis em área de risco.

Porém, caso essas pessoas não assinem o termo, vamos chamar os suplentes para próxima etapa da entrega”, disse Gadelha.
.