Animal foi resgatado em residência no bairro Pacoval, em Macapá (Foto: Divulgação/ Batalhão Ambiental)
Um filhote de gato maracajá foi encontrado nesta segunda-feira (25) em uma residência no bairro Pacoval, na Zona Norte de Macapá. Segundo o Batalhão Ambiental da Polícia Militar do Amapá (PM), que fez o resgate, a espécie está ameaçada de extinção.
A PM informou que a equipe do batalhão foi acionada por uma mulher, que disse estar cuidando de um animal selvagem na casa onde mora.

Ao chegar ao local, os agentes constataram que se tratava da espécie rara de felino. Gato maracajá está ameaçado de extinção, diz apolícia (Foto: Divulgação/ Batalhão Ambiental)
A proprietária da casa contou que encontrou o animal há cerca de um mês em um terreno no município de Ferreira Gomes, a 137 quilômetros de Macapá.

Ela disse que o encontrou e resolveu criá-lo na casa onde mora na capital.
De acordo com a polícia, ela teria percebido, com o passar dos dias, que o animal tinha características diferentes de um gato doméstico e, por isso, acionou o Batalhão Ambiental.

O filhote estava um pouco estressado no momento do resgate, mas não aparentava ferimentos, informou a PM.
Segundo a polícia, o animal capturado passará por exames laboratoriais e será encaminhado para a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) – Revecom, localizada no município de Santana, distante 17 quilômetros da capital.

De acordo com a polícia ambiental, o gato-maracajá é um animal silvestre, típico da fauna brasileira e da América do Sul. O felino vive em matas mais fechadas e se alimenta de aves e pequenos mamíferos.

.