Funcionários do Hospital de Clínicas (HC) contratados pela Fundação da Universidade Federal do Paraná (Funpar) decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (9). Os trabalhadores representam 1/3 dos servidores do hospital e reclamam da recusa da administração da Funpar de negociar com a diretoria do sindicato o acordo coletivo de trabalho 2016/1017 da categoria.
O HC é o maior hospital público do Paraná e atende, anualmente, mais de 1 milhão de pessoas.

Até as 8h, conforme o hospital, os serviços de urgência e emergência estavam sendo atendidos normalmente. Os pacientes que já tinham consulta agendada também estão sendo atendidos, mas a espera é maior.

Conforme o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau Público do Paraná (Sinditest-PR), 851 dos 3. 132 trabalhadores que atuam no hospital são contratados pela Funpar e atuam em todos os setores.

Eles se manifestam com faixas e cartazes em frente ao hospital desde as 7h desta segunda.  
“Na última terça-feira (3), o advogado da Funpar se negou a negociar com o Sinditest sobre o acordo coletivo com a alegação de que quem representa a categoria Funpar no HC é o Senalba.

Mas isso é uma mentira porque o Senalba representa a Funpar no Hospital Victor Ferreira do Amaral, não aqui”, disse a coordenadora-geral do Sindistest Carmem Luiza Moreira.
.