O governo de Mato Grosso do Sul homologou nesta quarta-feira (27), com a publicação de decreto no Diário Oficial do Estado, a situação de emergência no município de Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande, em razão dos estragos provocado por fortes chuvas desde janeiro deste ano, o que afetou a zona rural do município, causando diversos danos.  Segundo o decreto, houve danos nas estradas vicinais e pontes de acesso que ligam os assentamentos Eldorado, São Pedro, Capão Bonito II, Serra da Urca, Barra Nova e João Batista, além das regiões da Fazenda Lindóia e do Serrote.
Essas condições precárias da malha viária, conforme o decreto, afetaram diretamente 3,4 mil famílias que moram nestas regiões e impediram, em razão da falta de condições para a passagens dos ônibus do transporte escolar, que mais de 2 mil alunos frequentassem as escolas por cerca de 45 dias, entre fevereiro e março, fazendo, na época, com que as aulas fossem suspensas.

As aulas foram retomadas depois, com a execução de serviços emergenciais por parte da prefeitura e governo do estado.
Além disso, o decreto ressalta que esses danos afetaram diretamente também a principal atividade econômica do município, a agricultura, já que os produtores enfrentaram grandes dificuldades para se deslocarem e executarem procedimentos como o manejo das lavouras, escoamento da safra e comercialização dos produtos.

O coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Isaías Ferreira Bittencourt, disse ao G1 que homologação possibilita uma maior mobilização dos órgãos estaduais nas ações de resposta ao problema.
Segundo a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, 43 dos 79 municípios do estado decretaram situação de emergência em razão dos estragos provocados pelo excesso de chuva: Amambai, Anastácio, Anaurilândia, Antônio João, Aquidauana, Aral Moreira, Batayporã, Bela Vista, Bodoquena, Caarapó, Campo Grande, Caracol, Coronel Sapucaia, Deodápolis, Dois Irmãos do Buriti, Eldorado, Fátima do Sul, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Ivinhema, Itaquiraí, Japorã, Jardim, Jateí, Juti, Laguna Carapã, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Novo Horizonte do Sul, Paranhos, Ponta Porã, Rio Brilhante, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Sete Quedas, Sidrolândia, Tacuru, Taquarussu e Vicentina.

Destes municípios, o estado homologou, com o reconhecimento de Sidrolândia, a situação de 36 cidades e a União reconheceu o decreto de 26 municípios.
.