Até a fuga, cadeia de Ubiratã, que fica anexa à delegacia da Polícia Civil, abrigava 56 presos em um espaço projetado para 32 (Foto: Delegacia de Ubiratã/ Divulgação)
Um grupo de doze presos da cadeia de Ubiratã, no oeste do Paraná, fugiu no fim da noite de domingo (10) depois de fazer um agente penitenciário refém. Na fuga, os detentos destruíram o sistema de monitoramento do local e levaram uma das armas da polícia. Para escapar, os presos usaram o veículo do agente e um veículo descaracterizado da polícia que estavam no pátio da delegacia.

Por volta das 5h, oito dos fugitivos foram recapturados no trevo de entrada de Guarapuava, na região central do estado, logo depois de assaltarem um posto de combustíveis na região. Todos estavam no veículo da polícia usado na fuga.

Além da fuga, os presos devem responder por roubo e tentativa de homicídio contra o agente penitenciário. Até as 11h30, cinco permaneciam foragidos e continuavam sendo procurados pela polícia.

Nesta segunda, o agente deve prestar depoimento para explicar por que entrou sozinho na carceragem, uma vez que, segundo o delegado Luiz Alves, para tanto precisaria estar acompanhado de reforço.
Até domingo a cadeia de Ubiratã abrigava 56 presos em um espaço projetado para 32.

A última fuga havia sido registrada no fim de agosto de 2015, quando doze presos escaparam depois de cavarem um túnel de quatro metros de comprimento em uma das celas.
.