Grupo se reuniu para assistir sesão desta quarta-feira (11) (Foto: Natália Normande/G1)
Manifestantes a favor do impeachment se reuniram, nesta quarta-feira (11), para assistir a sessão que analisa o processo contra a presidente Dilma Rousseff. Eles montaram um telão na praça Gogó da Ema, na Ponta Verde, e planejam aguardar até a madrugada, previsão do início das votações.
Além do telão, uma tenda também foi armada para acomodar o grupo, que também trouxe cadeiras, bandeiras e fogos de artifício.

“A noite de hoje é uma confraternização para comemorar esse um ano e meio de lutas”, explicou o diretor do Movimento Brasil, Alessandro Gusmão. Segundo ele, cerca de 100 manifestantes assistem a transmissão.

Já de acordo com o Centro de Operações Policiais Militares (Copom), foram estimados apenas 30 manifestantes. Além da Polícia Militar, o Batalhão de Policiamento de Trânsito e a Força Nacional estão no local para garantir a segurança.

“A polícia veio acreditando na possibilidade dos opositores ao movimento estarem presentes, porém, pelo número de pessoas aqui, acredito que vai ser uma noite tranquila”, disse o subtentente Pessoa, do 1º Batalhão.
A análise do Senado sobre o impeachment começou na manhã desta quarta.

A expectativa é que a sessão continue durante a madrugada de quinta-feira (12), quando deve ocorrer a votação do pedido de afastamento.
Segundo Gusmão, o som da transmissão será abaixado durante a madrugada para não incomodar os moradores no entorno da praça.

Se for aprovado pela maioria dos senadores (metade mais um), Dilma será afastada do cargo por até 180 dias e, neste período, o vice Michel Temer será o presidente em exercício.
.