Atos ocorreram em dois locais de Manaus (Foto: Indiara Bessa/Rickardo Marques)
Grupos a favor e contra o impeachment de Dilma Rousseff se reuniram em pontos diferentes de Manaus para assistir a transmissão da sessão do Senado que decide sobre o afastamento da presidente, na noite desta quarta-feira (11).
Com cartazes e faixas, manifestantes atenderam a convocação do Movimento Amazonas em Ação, feita pelas redes sociais, e se reuniram em um posto de combustíveis entre a Avenida Djalma Batista e rua Pará. Segundo a Polícia Militar (PM), 90 pessoas estavam presentes às 20h.

Já a organização estima que eram 120 manifestantes.
“Eu acredito que até o final da votação a situação será favorável e ela [Dilma] será afastada.

Os parlamentares que votaram contra o prosseguimento do processo estão com medo de perder a posição deles, se aproveitando no governo”, disse Iza Oliveira, organizadora do ato e integrante do Movimento Amazonas em Ação. Grupo se reuniu em posto de combustíveis (Foto: Rickardo Marques/G1 AM)
Equipes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) acompanharam o ato.

O trânsito não chegou a ser afetado. Pró-DilmaSegundo os organizadores, um grupo de aproximadamente 500 pessoas se reuniu na Praça do Congresso, localizada no Centro de Manaus.

A PM ainda não divulgou a quantidade de pessoas que acompanharam a votação na praça.
O ato foi organizado pela Frente Brasil Popular.

“Passaram por essa praça em torno de 500 pessoas, é uma vigília, que as pessoas ficam um tempo, vão, voltam, e ela vai seguir até 00h, porque o objetivo nosso aqui é, primeiro acompanhar o pronunciamento de cada um parlamentar, mas também para unir as pessoas em Manaus e no Amazonas que defendem a democracia e que reconhecem esse processo de impeachment não como um processo de impeachment legitimo mas como um golpe”, disse o organizador do ato, Yann Evanovick.
O trânsito não chegou a ser afetado nas vias próximas ao local.

Praça do Congresso reuniu grupo contra saída da presidente (Foto: Indiara Bessa/G1 AM)
.