Em Juiz de Fora, manifestantes contra e a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff se reúnem em locais diferentes neste domingo (17) para acompanhar a votação na Câmara dos Deputados em Brasília. O evento chamado de “Transmissão ao vivo da tentativa de Golpe”, organizado pela Frente Brasil Popular, começou a ter concentração por volta das 13 horas, na Praça da Estação, no Centro. No fim da tarde a organização informou que havia 1.

500 pessoas no local. A Polícia Militar não deu número exato, estimou 400.

Já a concentração a favor do impedimento na Praça Jarbas de Lery Santos, no Bairro São Mateus, começou um pouco mais tarde, por volta das 15h. Ainda não há estimativa de público neste ato, nem da organização, nem da PM.

Segundo o assessor da 4ª Região de Polícia Militar, major Marcellus Machado, todo o efetivo está nas ruas hoje para que os grupos possam manifestar suas opiniões, contra ou a favor, de forma pacifica e segura. “Por enquanto estamos sem ocorrências e segue tudo tranquilo.

E se ocorrer alguma passeata, a PM fará o acompanhamento quando esta se deslocar”, disse. ContraManifestantes reunidos na Praça da Estação para acompanhar telão que transmite votação na Câmara dos Deputados (Foto: Rafael Antunes/G1)No início da tarde cerca de 20 pessoas se juntaram e estenderam faixas pela Praça da Estação.

Um caminhão de som e um telão foram montados no local. Em entrevista ao G1,Aline Junqueira, organizadora do ato, disse que a votação é acompanhada por todos juntos e que estão torcendo bastante.

Vereador Betão comentou sobre falta de posição decolegas na Câmara Municipal(Foto: Rafael Antunes/G1)
“Vamos rir, vamos chorar e esperar”, comentou. Ainda segundo ela, não se sabe se haverá passeata após o fim da votação.

“Vamos seguindo de acordo com o que for acontecendo. Pode ter alguma coisa depois, não está descartado”, acrescentou.

Vereador pelo PT, Betão esteve na Praça da Estação e comentou que nesta segunda-feira será dia de alguém se manifestar sobre o processo.
“Na Câmara Municipal ninguém fala nada.

Na última sexta-feira, por exemplo, três vereadores se manifestaram conta o golpe na tribuna, mas o resto nem comenta. Acredito que amanhã eles vão falar”, disse ele sobre o posicionamento de seus colegas.

A favorConcentração em praça do Bairro São Mateus começou no fim da tarde (Foto: Roberta Oliveira/G1)
De acordo com Nélson Firmino, presidente do Movimento Muda Brasil, o desfecho da manifestação que ocorre no Bairro São Mateus depende do andamento da votação. “Vamos avaliar o que ocorre no Congresso.

Nossa expectativa é, assim que conseguir o número de votos necessários, sair em passeata da praça até a Rua Dom Viçoso, no Bairro Alto dos Passos,  onde haverá a apresentação de uma banda de rock”, comentou. Nélson Firmino, presidente do Movimento MudaBrasil durante concentração em Juiz de Fora(Foto: Roberta Oliveira/G1)
Se ocorrer, esta será a primeira vez que os manifestantes farão este trajeto.

Geralmente, os protestos seguem pela Avenida Presidente Itamar Franco em direção à Avenida Rio Branco até o Parque Halfeld. “Nós mudamos o itinerário para evitar conflitos com os partidários do governo, antes mesmo do pedido da Polícia Militar (PM), apresentado em reunião na sexta-feira (15)”, explicou.

Sobre o ato deste domingo, Firmino disse que se o impeachment ocorrer será um avanço. “Isso vai concretizar o sonho dos brasileiros de se libertar do governo corrupto do PT e avançar no processo democrático de reconstrução do país”, concluiu.

.