Ripe Wajãpi ajuda a preparar peixe vivo para ser assado em almoço especial pelo Dia do Índio (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)
Peixe assado na brasa é o prato principal do almoço em comemoração ao Dia do Índio, celebrado nesta terça-feira (19), na Casa de Apoio à Saúde do Indígena (Casai) de Macapá. Cerca de 250 quilos de peixe vivo foram disponibilizados para os próprios indígenas acolhidos na instituição prepararem a iguaria.
Ripe Wajãpi, de 55 anos, é um dos índios que comandam a preparação do peixe nesta terça.

Ele é morador da aldeia Wajãpi, localizada no município de Pedra Branca do Amapari, a 183 quilômetros de Macapá, e está na capital aguardando por cirurgia. Peixe é o prato mais apreciado por indígenas(Foto: Fabiana Figueiredo/G1)
“Agora estou mandando na cozinha, preparando a comida para nós.

Aqui tem curupeté [peixe] assim como a gente tem lá na aldeia. Lá nós pescamos os peixes no anzol uma vez na semana e dá para dividir para todo mundo”, disse Ripe.

Acompanham o peixe o arroz, farinha de mandioca, tucupi e pimenta, complementos tradicionais nas refeições dos indígenas.
“Geralmente quando estão acolhidos aqui eles comem a carne, o frango.

Como a gente sabe que o cardápio que eles mais apreciam é o peixe assado de brasa, e dificilmente ofertamos aqui na Casai, resolveram oferecer hoje”, falou a coordenadora do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) de Macapá, Vanderbilte Barbosa.
Cerca de 170 indígenas participam da programação desta terça-feira da Casai de Macapá.

Estão sendo oferecidos durante o dia consulta médica, audiometria, serviços odontológicos, massoterapia, corte de cabelo, recreação e outros serviços na capital e em Oiapoque, distante 590 quilômetros da capital, onde se concentra o maior número de índios. Indígenas recebem atendimentos médicos em programação da Casai (Foto: Fabiana Figueiredo/G1)
.