O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a compra pelo grupo holandês Jacobs Douwe Egberts (JDE) da empresa brasileira Foods e ativos da Mundial Agropecuária e Empreendimentos, incluindo a conhecida marca de café Seleto, segundo despacho publicado nesta segunda-feira (16) no Diário Oficial da União. Café Seleto voltou às prateleiras e à mídia em 2014,após cerca de uma década (Foto: Divulgação)
“Com a aquisição de quotas de Food e de ativos da Mundial, JDE pretende incrementar sua atuação no mercado brasileiro de café”, segundo documento enviado pelas empresas do Cade.
A JDE vai ficar com equipamentos e imóveis usados para a produção e armazenamento de café, além de direitos autorais relativos a determinados jingles que fazem referência às marcas Seleto.

O jingle do café Seleto, criado há décadas, é considerado um dos mais conhecidos da história da propaganda brasileira.
A gigante Jacobs Douwe Egberts já atua no Brasil com marcas como Pilão, Caboclo e Café do Ponto.

.