Emerson Leandro Costa, em depoimento na rede social (Foto: Emerson Costa/Redes Sociais)”Eu só aguardo o dia da cura, não penso em outra coisa a não ser nisso”. Com essas palavras o morador de Divinópolis Emerson Leandro Costa, de 18 anos, compartilhou nas redes sociais a luta que vem fazendo contra o câncer. O jovem, que acreditou estar curado da doença no testículo, descobriu que agora o tumor voltou no fígado.

Para poder seguir o tratamento, ele fez uma campanha para doação de sangue no Hemominas da cidade, já que o estoque estava 13% abaixo da média no mês de abril. Emerson precisa de 40 doadores de sangue até esta quarta-feira (20), já conseguiu 20 e a batalha continua.

Duas batalhasEm um depoimento publicado no dia 16 de março em uma rede social, o jovem disse que estava preparado para agradecer todos os amigos que o apoiaram na luta para vencer o câncer no testículo. Mas, logo nas primeiras linhas, ele contou que a luta não havia acabado.

“Bom, já estava preparando um texto enorme para agradecer todos que me ajudaram no meu tratamento. Pra dizer que estava curado.

Mas infelizmente fui pego de surpresa e o texto vai ser outro. O tumor voltou no fígado”.

Quanto no primeiro quanto no segundo eu fiquei bem tranquilo. Agora é fazer o tratamento certinho para no final dar certo”
Emerson Leandro
Apesar da descoberta, ele não desanimou, desabafou sobre os sintomas da doença e disse que não iria desistir.

Ainda na publicação, frisou que estava preparado para enfrentar tudo de novo. Católico, no texto citou o trecho de uma das canções da igreja que diz: “Nada poderá me abalar.

Nada poderá me derrotar, pois minha força e vitória é Jesus “.
Ao G1 o jovem contou que em outubro de 2014 começou a sentir dores no abdômen.

Ao fazer um exame de ultrassom, após uma consulta com um urologista em janeiro de 2015, foi diagnosticado com Neoplastia Maligna e descobriu que o tumor no testículo esquerdo já em estado avançado. Em fevereiro, Emerson realizou a primeira cirurgia para a retirada do tumor.

Após isso, começaram as sessões de quimioterapia, um tratamento que durou cerca de seis meses.
Em novembro do mesmo ano, o ele passou por uma segunda cirurgia, para a retirada do rim.

Aparentemente curado, durante exames de rotina em março deste ano, descobriu um novo tumor no fígado. Parceria com HemominasEmerson iniciou uma campanha de doação de sangue nas redes sociais(Foto: Emerson Costa/Redes Sociais)Com o estoque 13% abaixo da média no mês de abril, a pedido do Hemominas, Emerson começou a divulgar nas redes sociais uma campanha de doação de sangue.

Com a ajuda de amigos, a campanha cresceu e ganhou força. Segundo ele, a campanha surgiu após representantes da unidade o procurarem para ajudar a repor o material que ele usou.

Ao todo, o paciente usou 16 bolsas de plaquetas e uma de sangue. “O pessoal do Hemominas me procurou para fazer a campanha para pedir doadores.

Mesmo depois de conseguir os doadores suficientes, eu vou pedir para o pessoal continuar doando, porque muitas pessoas precisam”, afirmou. DoaçõesAs doações podem ser agendadas pelo telefone 155.

O call center recebe ligações das 7h às 21h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados e domingos, das 7h às 19h. Para doar sangue é necessário apresentar um documento original e oficial de identidade que contenha foto, filiação e assinatura.

.