Thaís estava no Parque Estadual do Ibitipoca(Foto: Thaís Mota/Arquivo Pessoal)
Já está em casa, no Rio de Janeiro, a jovem que caiu de uma cachoeira de cerca de 35 metros ,no Parque Estadual do Ibitipoca, na Zona da Mata, no último sábado (16).   A bancária Thaís Costa Mota Pereira, de 27 anos, teve alta nesta quarta-feira (20) e se recupera em São Gonçalo, com a família.
Enquanto estava em observação na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, a jovem conversou com o G1 e contou que era fotografada na beirada da cachoeira, em um local conhecido como “Janela do Céu”, quando escorregou e despencou até uma piscina natural.”Nasci de novo. O sentimento que tenho é de gratidão por estar viva.Durante a queda eu só pensava que ia morrer. Parecia um tempo interminável”, disse na última terça-feira (19).

Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros em uma ação que mobilizou viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o helicóptero da Polícia Militar (PM) de Juiz de Fora. De acordo com o gerente do parque, João Carlos Lima de Oliveira, nenhum acidente deste tipo havia sido registrado no local até o último sábado.

Thaís Mota teve alta nesta quarta-feira e já está em casa, no Rio de Jeneiro (Foto: Thaís Mota/Arquivo Pessoal)Dicas para ecoturismoO Corpo de Bombeiros mantém, no site oficial, instruções para prática de ecoturismo. Entre as orientações, a corporação indica que não sejam feitas caminhadas e atividades de exploração sem companhia.

Caso a área seja desconhecida, é aconselhável, ainda, procurar um guia.
Os Bombeiros também estimulam que se leve uma mochila com alimentação, líquidos, equipamentos de comunicação e lanterna para o caso emergências.

Se estiver perdido, é ideal que se mantenha a calma, se oriente por sons conhecidos, como os de carros, fábricas ou sirenes e peça socorro de forma pausada.
Também é indicado deixar marcas durante a passagem e seguir algum curso d’agua, para ter uma referência, além de verificar as condições climáticas, evitar bebidas alcoólicas e acampar longe de árvores com galhos grandes.

O praticante também deve avisar a algum membro da família, inclusive com data prevista de retorno. Para acionar o Corpo de Bombeiros, basta ligar para o número 193.

Thaís foi resgatada por ação entre Bombeiros, Samu e PM (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação).