A Justiça Eleitoral já está com inscrições abertas no Maranhão para quem quiser atuar como mesário voluntário nas eleições municipais deste ano.
Em São Luís, no Fórum Eleitoral, a movimentação já é considerada grande. Muitas pessoas procuram o local para se inscrever e também para regularizar e tirar o título de eleitor.

Tudo isso porque o prazo no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) será encerrado no próximo dia quatro de maio em todo o país.
Para as eleições em outubro deste ano ainda tem muito trabalho e um deles é procurar pelos os mesários.

A função do mesário é considerada muito importante e sem a presença dele nem existe a eleição. Isso porque eles são fiscais do processo eleitoral.

Mas eles não realizam apenas trabalhos. Os mesários também têm direitos como à dispensa do trabalho pelo dobro dos dias de convocação, sem prejuízo de salários; o trabalho é critério de desempate em concurso público, desde que tenha previsão no edital; para servidores públicos é critério de desempate, em caso de promoção e conta como horas complementares e extracurriculares nas universidades.

Para as eleições deste ano no Maranhão é preciso ter 60 mil mesários e para fazer o trabalho basta apenas que o candidato tenha mais de 18 anos, tem que estar em dia com a Justiça Eleitoral e não ser candidato ou parente de um candidato.
De acordo com o presidente da Comissão de Mesários Voluntários, Fábio Ximenes, diz que o mesário recebe um treinamento antes do dia do pleito.

Ele acrescenta que a função também um exercício de cidadania e democracia. “Quando a gente incentiva, quando a gente traz um mesário que é voluntário, que trabalha de maneira espontânea, que trabalha de maneira mais consciente com o exercício da democracia é muito melhor.

Ganha a população, ganha a sociedade, ganha todo mundo”, explicou.
A chefa de cartório, Vanessa Eulálio, afirma que a qualquer momento a pessoa pode deixar de ser mesário.

“A nossa proposta é que pelo menos esse mesário voluntário ele fiquem em uma eleição geral, que é aquela para presidente, deputado e senador, e uma eleição municipal que é aquela para prefeito e vereador. Se ele tiver interesse em continuar ele continua, mas se ele quiser sair ele pode a qualquer tempo solicitar o juiz que seja retirado dos bancos de mesário voluntário”, finalizou.

Maranhão contará com 60 mil mesários nas eleições em outubro deste ano (Foto: Reprodução/TV Mirante)
.